Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo quer usar apelo por Bolsa Família para aprovar reformas

Segundo fontes do Palácio do Planalto, o Governo Federal pode usar esses pedidos pelo Bolsa Família para popularizar reformas

Aos poucos, o Governo Federal vai tentando montar uma estratégia de argumento para os próximos meses quando o assunto é o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família. De acordo com as informações de bastidores, eles querem usar esse apelo popular por esses programas para acara popularizando reformas que normalmente não são aprovadas pela maioria da população.

Fontes de dentro do Palácio do Planalto estão dizendo que a ideia é fazer as pessoas que precisam de dinheiro acreditarem que essas reformas são boas para elas. Na prática, eles podem dizer, por exemplo, que a Reforma Tributária vai gerar receita para aumentar programas sociais como o Bolsa Família, por exemplo. 

Parte do Governo aposta que esse tipo de argumento vai dar certo. Além disso, eles dizem que isso pode complicar o discurso da oposição ao Presidente Jair Bolsonaro. Afinal, eles não acreditam que os partidos de esquerda teriam coragem de criticar o aumento nos valores dos programas sociais no Brasil hoje.

Quem está capitaneando essa estratégia é justamente o Ministro da Economia, Paulo Guedes. E nesse ponto isso nem é uma informação de bastidor. Ele próprio falou isso em mais de uma oportunidade em diferentes entrevistas. De acordo com o Ministro, o Governo Federal precisa apostar mesmo nesta retórica.

Segundo Guedes, o ideal é usar isso também sobre a questão das privatizações. No começo desta semana o Ministro chegou a dizer que a venda de estatais vai provocar uma enxurrada de dinheiro para os mais pobres. Ele também disse que pode usar a quantia da privatização da Eletrobras para aumentar os valores do novo Bolsa Família.

Bolsonaro

Por outro lado, quem parece não gostar nada desta ideia é o Presidente Jair Bolsonaro. De acordo com informações de bastidores, o chefe do executivo acredita que realizar uma série de privatizações pode acabar fazendo com que ele perca votos.

Vale ressaltar que as mais recentes pesquisas de opinião apontam que Bolsonaro vive neste momento a sua pior fase do mandato quando o assunto é popularidade. E isso ligou o alerta dentro do Palácio do Planalto.

A ideia do poder executivo neste momento é fazer com que o país apresente uma série de projetos sociais neste segundo semestre. Isso inclui, por exemplo, a prorrogação do Auxílio Emergencial e a criação do novo Bolsa Família

Bolsa Família

Na última semana, o Governo Federal anunciou oficialmente o aumento do Auxílio por mais três meses. Assim, o programa que iria durar até julho, agora vai fazer pagamentos até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

Até aqui, o que se sabe é que o Governo vai pagar esses meses adicionais com a abertura de créditos extraordinários. Então eles não irão usar dinheiro de reformas ou mesmo de privatizações para fazer esses repasses.

De qualquer forma, o Ministro da Economia segue batendo na tecla de que o país vai poder usar o dinheiro para projetos futuros. O chefe da pasta segue, no entanto, sem dar muitos detalhes de como faria isso. Na sua declaração, ele disse que o país poderia pagar auxílios que chegariam em até R$ 3 mil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.