Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo de SP vai pagar merenda extra para alunos vulneráveis

De acordo com informações do Governo do estado de São Paulo, alunos em situação de vulnerabilidade poderão receber duas merendas por dia

O Governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (8) a criação de mais um auxílio estadual. Desta vez, no entanto, eles não darão uma quantia em dinheiro para as pessoas. A ideia agora é pagar mais um prato de merenda para os estudantes que estão em situação de vulnerabilidade.

O objetivo é focar nos alunos que estão com matrícula ativa na rede estadual de ensino. Além disso, ainda de acordo com o Governo do estado, o estudante precisa estar dentro de uma família que possua cadastro ativo no Cadúnico. Essa é uma espécie de lista do poder executivo que reúne nomes de brasileiros que estão em situação de vulnerabilidade.

Quem quiser fazer parte deste projeto vai precisar se inscrever. Isso quer dizer portanto que o processo não é automático, como acontece em outros auxílios do governo. É preciso entrar no site oficial do programa, que está dentro do endereço da Secretaria estadual de Educação, na web. É só seguir o passo a passo.

Desde o início da pandemia há uma preocupação com a situação dos estudantes. De uma maneira geral, fala-se sobre a falta de aulas para essas pessoas. No entanto, para além disso, há também a questão da falta de comida para esses alunos. É que muitos deles acabam tendo na merenda a única alimentação do dia.

Essa já era uma realidade de muitos estudantes brasileiros antes mesmo da pandemia do novo coronavírus. No entanto, a situação pode ter piorado com a chegada do vírus por aqui. É que além de não poder estudar, muitos dos pais desses estudantes também não estão conseguindo trabalhar para conseguir levar comida para essas famílias.

Como vai funcionar

De acordo com o Governo do estado de São Paulo, os alunos que estudam no período do dia terão duas refeições diárias. A primeira ele pode comer na escola mesmo. A segunda ele pode optar por levar para casa.

Quem estuda no período da noite em situação regular, vai poder fazer uma refeição na escola. Além disso, eles também poderão levar uma espécie de kit alimentar para casa. É um processo semelhante ao de quem estuda pela parte do dia.

Com os alunos do sistema integral, a situação é um pouco diferente. Eles passam o dia inteiro na escola. De acordo com o Governo local, esses alunos deverão ganhar reforço nos dois lanches que já são servidos diariamente.

Além do Auxílio em São Paulo

Vale lembrar ainda que as aulas na rede estadual de ensino de São Paulo retornaram no início do último mês de agosto. É portanto uma espécie de retorno presencial com até 100% dos alunos. Pelo menos é assim que funciona nos locais que estão conseguindo respeitar as regras sanitárias.

O Governo do estado de São Paulo também deve começar em breve os pagamentos de auxílio em dinheiro para os estudantes. A ideia é que esses alunos em situação de vulnerabilidade usem essa quantia para evitar a evasão escolar.

Além dos estudantes, o Governo local também anunciou que alguns pais de alunos também receberão um auxílio em dinheiro. Isso, no entanto, só vai acontecer para aqueles selecionados para trabalhar nas escolas neste período da pandemia do novo coronavírus.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.