Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Gás de Cozinha: Novo auxílio para famílias carentes é tema de projeto

O Projeto de Lei nº 1.507/2021 que está em trâmite no Senado Federal, prevê a criação de um auxílio destinado a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza para compra de gás de cozinha.

A proposta foi apresentada pelo senador Paulo Paim, que objetiva o pagamento do benefício a cada dois meses às famílias contempladas. O valor do auxílio deve ser equivalente ao preço médio da venda do botijão de gás de 13kg.

Criação do PL

Paulo Paim, justifica a criação da proposta na atual crise econômica e social do país. O senador diz que com o agravamento da pandemia da Covid-19, o desemprego e o aumento dos preços do gás “levou milhões de famílias a ter de usar outras fontes de energia, como a lenha e restos de madeira, que, além de poluentes, degradam ainda mais a natureza”.

Ainda, o senador afirma que a atual situação dessas famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, as obrigam “escolher entre o alimento e o gás, não sendo possível acessar ambos”.

Quem terá direito ao auxílio?

Segundo o texto do PL, para ser atendido com o auxílio gás, as famílias precisam atender ao menos um dos critérios listados abaixo:

  • Estar inscrita no CadÚnico e ter renda mensal por pessoa menor ou igual a meio salário;
  • Ter como responsável segurado facultativo sem renda fixa que se dedique exclusivamente ao trabalho doméstico na residência;
  • Inscritos no Benefício de Prestação Continuada (tanto para idosos acima de 65 anos quanto para deficientes).

A medida prevê seus pagamentos por meio das instituições financeiras públicas federais autorizadas para distribuir benefícios sociais, como depósitos na conta poupança social digital do Caixa Tem.

Além disso, o projeto permite que as famílias recebam o benefício de forma cumulativa, ou seja, com outros programas sociais de transferência de renda dos governos federal, estadual, distrital e municipal.

Veja também: Calendário: veja as datas dos pagamentos de maio do Bolsa Família

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

4 Comentários
  1. Romilda wasen Diz

    O preço que está o gás está muito caro nossa sinhora e demais

  2. Sandra Francisca Pinheiro Ferreira Diz

    Deveria pelo omenos o governo ajudar os pobres com gás de cozinha tá muito caro as fico sem comer porquê estou sem gás desempregada com filho pequeno peço pra vizinha pra fazer a comida lá até aparecer um dinheiro por gás meu Deus tanto sofrimento

  3. Rosa Maria Pompeu Diz

    Interessante que nenhum dos políticos mexem nos seus salários, mordomias, diminuem o número de assessores e lutam pra acabar com as mordomias mas, ficam dando uma de bom samaritano com dinheiro nosso. Nosso país seria primeiro mundo se os políticos tivessem bom senso.

  4. Rute Rodrigues Diz

    Eu peço de misericórdia a Deus para esse governo ,pq ano passado tive direito auxílio e esse não, uma vergonha preços altos ,me encontro desempregada ,sem dinheiro pras minhas necessidades, e uma vergonha o governo quer brincar de adivinha agora, mal sabem de nossas vidas e uma vergonha terem me recusado ,eles querem mais e que povo morra mesmo ,perdi meu emprego e sou de risco e como fico ..misericordia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.