Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Finanças: 58,4% dos brasileiros sofrem estresse por problemas financeiros

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com o Banco Central divulgou hoje o Índice de Saúde Financeira do Brasileiro (I-SFP). De acordo com o indicador divulgado hoje (19), 58,4% dos brasileiros sofrem estresse por conta de finanças que refletem no ambiente familiar.

A pesquisa foi realizada com mais de 5.000 cidadãos com o objetivo de avaliar se essa parcela da população consegue cumprir suas obrigações financeiras. Ademais, as informações coletadas servirão para criar ferramentas com o intuito de fornecer aos brasileiros algumas plataformas de educação financeira.

O indicador ainda pontuou que apenas 21,9% dos cidadãos brasileiros se sentem preparados para lidar com despesas inesperadas, ou seja, grande parte da população brasileira vive no limite de seu orçamento. Além disso, de acordo com informações divulgadas pelo SPC, no ano de 2020 mais de 62 milhões de indivíduos possuíam o nome sujo no país.

“O padrão das respostas revela pessoas que lutam por uma vida financeira estruturada para fechar as contas do mês e a difícil missão que é ter reservas para as emergências. Os entrevistados apontam a necessidade de mais informações sobre finanças, incertezas quanto à maneira como lidam com o dinheiro e insegurança quanto ao futuro” informou a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Algumas informações divulgadas pelo indicador

O indicador realizado pela Febraban em parceria com o Banco Central do Brasil estabeleceu uma pontuação que vai de 0 a 100. Os resultados divulgados constataram que a média nacional foi de 57 pontos, sendo essa uma situação de equilíbrio na vida financeira. Apesar disso, o resultado também aponta que existe pouco espaço para imprevistos financeiros no cotidiano dos brasileiros.

A pesquisa que traz uma amostra representativa das regiões do Brasil, faixas de renda, idade e sexo dos entrevistados, constatou algumas situações de desigualdade. O indicador analisou que os homens possuem uma situação financeira mais estável que as mulheres.

Dos entrevistados do sexo masculino 10,1% possuem uma situação financeira ótima e 8,3% se enquadram na pontuação mais preocupante. Já das mulheres entrevistadas, 5,9% possuem uma ótima vida financeira e 15,1% possuem uma situação mais preocupante.

Estresse por problemas com as finanças

Como já dito anteriormente, o Índice de Saúde Financeira do Brasileiro informou que 58,4% dos cidadãos brasileiros sofrem estresse por conta de problemas com as finanças e isso acaba refletindo no dia a dia das famílias.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) com pessoas que tinham dívidas pendentes, 80% dos entrevistados possuíam ansiedade e depressão ocasionadas pela sua situação financeira.

Não conseguir pagar todas as contas em dia sabendo da possibilidade de a luz ser cortada, ou até mesmo de não poder colocar comida na mesa é um fator que tem contribuído para o aumento dos índices de depressão no país. Segundo o IBGE, em 2020 o Brasil teve um aumento de 34% na porcentagem de indivíduos com depressão.

Essas doenças psicossomáticas que podem surgir em decorrência ao estresse com as finanças, acabam interferindo na rotina das famílias, cotidiano dos indivíduos e até mesmo nos planos futuros dos cidadãos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.