Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Você não precisa escolher entre seu futuro e suas necessidades imediatas

Você não precisa escolher entre seu futuro e suas necessidades imediatas. Você pode pensar nos dois campos da sua vida, com muito carinho e atenção.

Afinal, engana-se quem pensa que apenas sofrendo MUITO, no hoje, é que teremos chances de ter um futuro promissor. Talvez não seja bem assim…

Claro que precisamos sacrificar alguns prazeres imediatos em prol de um futuro melhor. Mas, esse sacrifício não pode se transformar na anulação de quem somos.

Por isso, neste texto nós buscamos refletir sobre esses pontos para ajudar você a pensar melhor sobre esse assunto. Acompanhe!

Você não precisa escolher entre seu futuro e suas necessidades imediatas

Infelizmente, ainda vemos, de modo recorrente, a romantização da dor. As pessoas disseminam informações dizendo que é necessário “sofrer” para se atingir um objetivo.

Mas será que a única forma de ter bons resultados é sofrendo demasiadamente? Bem, talvez não…

Embora as dores façam parte das nossas vidas, assim como as tristezas, isso não significa que você deva viver em um “fundo do poço” para morar no topo de um castelo mais tarde.

Mas sim, significa que você deve se abster de alguns prazeres imediatos, para plantar o seu futuro. Só que, ao mesmo tempo, não deve anular todas as coisas boas da sua vida por isso.

Afinal, e a sua saúde mental no hoje, como que fica? E as consequências que essas ações de sofrimento promovem em você? Se você apenas sofrer, como será os resultados mais tarde? Felizes ou… De arrependimento de não ter aproveitado melhor alguns momentos? Pois é!

O seu futuro ainda é uma consequência do presente – cuide de você no hoje!

O futuro é uma consequência daquilo que fazemos no hoje, e isso é inquestionável.

Só que não devemos nos prender apenas nas consequências profissionais e acadêmicas, por exemplo. Mas sim, devemos lembrar que a forma como lidamos com as emoções, com a saúde mental e com o nosso corpo também trazem consequências para o futuro.

Isto é, focar apenas nas coisas difíceis e ficar longe de qualquer “diversão” para “não perder o foco” é tornar o presente sobrecarregado, cansativo, triste e, até mesmo, chato.

Mais tarde, todo esse excesso de negativamente pode resultar em uma psicossomatização. Ou um problema cardíaco, pulmonar, de articulação… Enfim!

O que queremos dizer é que a sua saúde mental e física não são vividas apenas mais tarde. Elas fazem parte do hoje. E, inclusive, as suas ações no agora podem ditar se você será saudável ou não.

Por isso, perguntamos: essa sobrecarga de trabalho e estudos fará bem à saúde, no longo prazo?

O planejamento é importante – mas a sobrecarga não

Você não precisa escolher entre seu futuro e suas necessidades imediatas. Você pode, sim, aproveitar a vida no hoje, desde que tire um tempo saudável para isso.

Ou seja, não precisa anular seus planos futuros em prol de prazeres atuais. Mas também não precisa anular todos os prazeres atuais em prol do futuro. É necessário encontrar um equilíbrio.

Isso porque, dessa forma, você cuida da sua saúde física e mental, e ainda mantém o seu tempo focado em situações e ações positivas para o seu futuro.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.