Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Equipe da OMS chega a Wuhan para investigar a origem do coronavírus

Chegou nesta quarta (13) em Wuhan, na região central da China, a equipe de especialistas da OMS (Organização Mundial de Saúde) encarregada de investigar a origem da Covid-19, que teve seu primeiro caso oficial registrado na cidade do país asiático em dezembro de 2019. A chegada da OMS foi transmitida ao vivo pela emissora de televisão pública CGTN.

A visita causa preocupação no governo chinês, que quer se afastar de qualquer responsabilidade pela pandemia do novo coronavírus que se espalhou pelo mundo todo. De acordo com o Wall Street Journal, dois membros da equipe da OMS testaram positivo para Covid-19 em Singapura, antes do embarque rumo a Wuhan, na China.
“O controle de prevenção de epidemias está sendo cumprido rigorosamente”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, em entrevista coletiva.

Os especialistas devem ficar na China durante um mês buscando pistas sobre a origem da Covid-19. A equipe deve visitar outras cidades do país, mas não especificou quais.

As principais hipóteses levantadas até o momento sobre a origem do novo coronavírus é a de que o vírus teria sido transmitido ao homem a partir de um animal, um morcego ou um pangolim. Esse último é um mamífero comedor de formigas apontado como uma das espécies mais traficadas no mundo e, inclusive, ameaçada de extinção. Na China, há grande demanda por peles de pangolim para uso medicinal.

Visita da OMS sofreu atraso de uma semana

A viagem dos especialistas da OMS a Wuhan estava programada para ter acontecido na semana passada, mas foi adiada em cima da hora por problemas com a documentação necessária para entrar no país. Na ocasião, a OMS criticou as autoridades chinesas pela demora na liberação da viagem.

O diretor geral da entidade, Tedros Adhanom, disse estar “muito decepcionado” com os supostos obstáculos colocados por Pequim. No entanto, as autoridades chinesas negam as insinuações de que estivessem impedindo ou retardando a viagem dos técnicos da OMS.

Em breve comunicado, a Comissão Nacional de Saúde da China anunciou a chegada dos especialistas nesta quinta (14) e disse que a equipe da OMS irá cooperar com os cientistas locais na investigação sobre a origem do novo coronavírus.

Após oito meses sem registrar óbitos por Covid-19, nesta quinta (14), a China informou que uma pessoa da província de Hubei faleceu por complicações causadas pelo novo coronavírus. Segundo as autoridades chinesas, no mesmo dia foram registrados 138 casos e Covid-19 no país, o maior número diário desde março de 2020.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.