Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Congelamento de salários na Unicamp, Unesp e USP é confirmado por conselho de reitores

A crise da Covid-19 provocou a redução do recolhimento de imposto e na queda do repasse às universidades

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) fez com que o Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) decidissem pelo congelamento dos salários neste 2020 de professores e funcionários que atuam na Unicamp, Unesp e USP. O comunicado foi divulgado na última semana.

No início de maio, o grupo já havia sinalizado em reunião com as entidades que representam as categorias e que formam o Fórum das Seis, que a medida poderia ser implementada diante dos efeitos econômicos provocados pela pandemia no Estado.

Com a interrupção das atividades econômicas, houve a redução do recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadores e Serviços (ICMS), resultando na queda dos repasses para as universidades – principal fonte de financiamento das instituições de ensino e pesquisa.

Na nota assinada pelo conselho, há o entendimento de que os salários dos servidores docentes e técnicos-administrativos deveriam ser mantidos sem reajustes neste ano.

Em outro ponto do texto, o Cruesp argumentou que a decisão também levou em conta a lei complementar que cria o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus para prestar auxílio financeiro a estados, Distrito Federal e municípios. Ou seja, ela proíbe, em contrapartida, o reajuste de salários e benefícios para servidores públicos até dezembro de 2021.

Sobre o Fórum das Seis

O Fórum das Seis é um grupo formado por professores e funcionários da Unicamp, Unesp e USP. Em nota assinada pelo coordenador Wagner de Melo Romão, a suspensão da campanha salarial de 2020 deve ser mantida até a realização de assembleias presenciais. A nota ainda diz que o grupo trabalhará para que o Congresso derrube o veto presidencial que impede o reajuste para trabalhadores da educação pública até dezembro de 2021.

Para o grupo, a decisão do Cruesp ocorreu de forma unilateral e sem um posicionamento firme por parte das reitorias em defesa da manutenção do orçamento necessário para a continuidade das atividades que a sociedade espera das universidades quanto ao ensino, à pesquisa e à extensão, além da justa remuneração de seus servidores.

A Unicamp possui atualmente 1.999 docentes e 6.713 técnicos-administrativos. Na Unesp são 3 mil professores e 5,9 mil técnicos-administrativos. Já a USP conta com mais de 5,5 mil docentes e 13.591 técnicos-administrativos.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?