Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio de R$600: Começa HOJE o pagamento da segunda parcela para ESTE grupo

Os saques da segunda parcela vão até o dia 13 de junho.

A partir de hoje, a Caixa inicia os pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial de R$600. De acordo com o cronograma liberado pelo banco, são, ao todo, 3 calendários de recebimento da segunda parcela do auxílio de R$600. Os saques da segunda parcela vão até o dia 13 de junho.

Os valores vão ser pagos por meio da poupança social digital para movimentações digitais: pagamento de contas, de boletos e realização de compras por meio de cartão de débito virtual. Para esse grupo, os saques em espécie vão começar a partir do dia 30 de maio, conforme data de nascimento.

Os beneficiários do Bolsa Família vão poder sacar nas mesmas datas e da mesma maneira em que recebem esse benefício, nos últimos 10 dias de maio. Já os saques em espécie começam hoje (18) para beneficiários com Número de Identificação Social (NIS).

Veja os 3 calendários:

  • um para recebimento em poupança social
  • um para saque em espécie para beneficiários do Bolsa Família
  • um para saque em espécie para poupança social e demais públicos

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Confira o calendário COMPLETO:

Calendário da 2ª parcela (uso digital) – Poupança Social

  • 20 de maio (quarta-feira) – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira) – nascidos em março e abril
  • 22 de maio (sexta-feira) – nascidos em maio e junho
  • 23 de maio (sábado) – nascidos em julho e agosto
  • 25 de maio (segunda-feira) – nascidos em setembro e outubro
  • 26 de maio (terça-feira) – nascidos em novembro e dezembro

Calendário da 2ª parcela (saque) – Bolsa Família

  • 18 de maio (segunda-feira) – NIS 1
  • 19 de maio (terça-feira) – NIS 2
  • 20 de maio (quarta-feira) – NIS 3
  • 21 de maio (quinta-feira) – NIS 4
  • 22 de maio (sexta-feira) – NIS 5
  • 25 de maio (segunda-feira) – NIS 6
  • 26 de maio (terça-feira) – NIS 7
  • 27 de maio (quarta-feira) – NIS 8
  • 28 de maio (quinta-feira) – NIS 9
  • 29 de maio (sexta-feira) – NIS 0

Calendário da 2ª parcela (saque) – Poupança Social e demais públicos

  • 30 de maio (sábado) – nascidos em janeiro
  • 01 de junho (segunda-feira) – nascidos em fevereiro
  • 02 de junho (terça-feira) – nascidos em março
  • 03 de junho (quarta-feira) – nascidos em abril
  • 04 de junho (quinta-feira) – nascidos em maio
  • 05 de junho (sexta-feira) – nascidos em junho
  • 06 de junho (sábado) – nascidos em julho
  • 08 de junho (segunda-feira) – nascidos em agosto
  • 09 de junho (terça-feira) – nascidos em setembro
  • 10 de junho (quarta-feira) – nascidos em outubro
  • 12 de junho (quinta-feira) – nascidos em novembro
  • 13 de junho (sexta-feira) – nascidos em dezembro

58 milhões estão aptos a receber o auxílio de R$600

A portaria que libera o calendário da segunda parcela do auxílio emergencial informa que mais de 58 milhões de brasileiros aptos a receber o auxílio, sendo que 28 milhões solicitaram a ajuda emergencial através do aplicativo do programa.

A Caixa Econômica Federal (CEF) havia completado duas semanas sem liberar novos créditos do auxílio emergencial no valor de R$600, pago durante pandemia do novo coronavírus.

De acordo com informações do banco, até o último levantamento, foram pagos R$ 35,5 bilhões a 50 milhões de brasileiros (mesmos números informados desde 30 de abril).

A portaria publicada informa cerca de 8 milhões de brasileiros aptos ainda não receberam o auxílio.

Saiba quem pode receber o auxílio emergencial

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

Desde já, a proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

  1. O cidadão, enfim, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  2. Dessa forma, na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  6. Após isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH);
  10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  11. Em conclusão, na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: Dois saques do PIS/PASEP são liberados com valor de até R$1.045

Leia Também:

brasil 123  
6 Comentários
  1. Valdirene Diz

    Infelizmente a mãe chefe de família recebe 2 cota R$1200 Se ela tiver exemplo 3 filhos s/ renda dois vai ficar sem só 1 vai receber R$600. É aí que eu falo da atualização do CadÚnico minha irmã tem três filhos atualmente mora com ela apenas um menor, A menina 20 anos mora em outro endereço cidade vizinha com um bebê ( Mãe solteira chefe de família), O rapaz 18 anos dividi aluguel com duas pessoas ( republica) trabalhava informal em um restaurante japonês s/ carteira assinada, todos fizeram o pedido de auxílio, pois a mãe deles achava que na última atualização de cadastro tinha tirado a filha do CadÚnico, final da história meu sobrinho de início ficou em análise no cadastro único, depois automaticamente ele saiu do cadastro único, ele fez a solicitação pelo informal, minha irmã foi aprovada com R$1200, a filha que se fosse possível uma nova atualização seria aprovada com esse valor também, mas foi aprovada com R$600, e o filho depois de muita espera deu que alguém da família tinha recebido por ele. Realmente isso tinha acontecido todos estavam no mesmo cadastro mas sem atualizações da realidade que condiz com o agora, assim como eles reprovam com cadastro antigo da mesma forma eles aprovam. Tenho uma outra pessoa na família, que tem cadastro único de quando a filha dela pequena hoje está com 11 anos cadastro desatualizado trabalho informal s/ marido, hoje realidade totalmente diferente registrada etc.aprovada com R$1200, isso tenho visto se repitircom vizinhos, conhecidos etc. É erro dessas pessoas não acho? O erro está no governo que não fez isso com responsabilidade, compromisso e respeito com o povo.

  2. Mauriceia Diz

    Eu acho muito errado quem esta no cadrasto unico da mae não receber , ate por que o governo tinha que entender que os 1,200 para as mães chefe de familia são delas e não e toda mãe que vai dividir com oa filhos
    Então acredito que cada um que esta no cadrasto tem direito a receber o seu…por que o dela e dela e o dos filhos vai ser deles
    Minha opinião só acho.

    1. Valdirene Diz

      Infelizmente a mãe chefe de família recebe 2 cota R$1200 Se ela tiver exemplo 3 filhos s/ renda dois vai ficar sem só 1 vai receber R$600. É aí que eu falo da atualização do CadÚnico minha irmã tem três filhos atualmente mora com ela apenas um menor, A menina 20 anos mora em outro endereço cidade vizinha com um bebê ( Mãe solteira chefe de família), O rapaz 18 anos dividi aluguel com duas pessoas ( republica) trabalhava informal em um restaurante japonês s/ carteira assinada, todos fizeram o pedido de auxílio, pois a mãe deles achava que na última atualização de cadastro tinha tirado a filha do CadÚnico, final da história meu sobrinho de início ficou em análise no cadastro único, depois automaticamente ele saiu do cadastro único, ele fez a solicitação pelo informal, minha irmã foi aprovada com R$1200, a filha que se fosse possível uma nova atualização seria aprovada com esse valor também, mas foi aprovada com R$600, e o filho depois de muita espera deu que alguém da família tinha recebido por ele. Realmente isso tinha acontecido todos estavam no mesmo cadastro mas sem atualizações da realidade que condiz com o agora, assim como eles reprovam com cadastro antigo da mesma forma eles aprovam. Tenho uma outra pessoa na família, que tem cadastro único de quando a filha dela pequena hoje está com 11 anos cadastro desatualizado trabalho informal s/ marido, hoje realidade totalmente diferente registrada etc.aprovada com R$1200, isso tenho visto se repitircom vizinhos, conhecidos etc. É erro dessas pessoas não acho? O erro está no governo que não fez isso com responsabilidade, compromisso e respeito com o povo.

  3. Maria joana Diz

    Na minha humilde opinião todos deveriam passar pelo cad único, pq tem milhões de pessoas recebendo que não precisa receber.
    Pessoas que nunca contribuíram com nada que tem seus serviços próprios, e que não pararam de ganhar muito dinheiro, e está recebendo o auxílio, pessoas que está até mesmo registrada tbem está recebendo.
    Filhos de fazendeiros, esposas de sitiantes com muitas sacas de café em cooperativa, e enquanto uns coitadinhos que devia receber não estão recebendo…ABSURDO isso” foi muito mal dividido isso ”
    🤔🤔🤔

    1. Valdirene Diz

      O pior é que tem muitas pessoas que fora beneficiadas, pelo CadÚnico desatualizado, onde a sua realidade de hoje não condiz com a realidade de quando ela se cadastrou no CadÚnico, enquanto tem muitos que acontece ao contrário precisaria der inclusa no CadÚnico para conseguir o auxílio é não foi feito nada disso. É não conseguiu fazer o pedido pelo informal por uma sucessão de erros que não permitiram qúe a pessoa incluísse os seus dados ex.: o grande número deles foram os seus dados não conferem com os da receita Federal, entrava no sair e da receita Federal tudo ok. O que fazer nessa situação é com sucessivos erros/irresponsabilidades que fizeram com o povo? Enquanto pessoas que estavam cadastrados no CadÚnico a anos sem atualizações com renda registro em carteira, eles simplesmente avaliaram os dados daquele cadastro independente de data e atualização e aprovou e pronto.

  4. Alesandra Diz

    O meu ainda em análise, e n consegui incluir meus 2 filhos, sendo q na primeira vez q fiz eu cadastrei eles, e agora q refiz n consgui

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?