Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Covid-19: ‘Onde vamos parar?’, questiona governador de Piauí após recorde de mortes no Brasil

Após o Brasil registrar recorde de mortes por Covid-19 em 24h, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), postou um vídeo nas redes sociais pedindo medidas restritivas para todo o país, que há 41 dias contabiliza mais de mil óbitos diários causados pelo coronavírus.

“Hoje mais um recorde ruim para o Brasil: 1.726 óbitos. Parece apenas um número, mas não é só um número. Não estamos tratando aqui de homens e mulheres, profissionais que poderiam estar entre nós, ajudando o Brasil. Onde vamos parar? Até onde temos que chegar para ter sensibilidade de centralização para ações nacionais?”, questionou Dias.

Wellington Dias afirmou que novas medidas restritivas são urgentes para combater o avanço da pandemia de Covid-19 no Brasil.

“Há a necessidade de outras medidas restritivas, como fazem outros países. E isso só é possível através do governo federal, ou então estaremos todos os dias vendo o coronavírus vencer. E vencer significa mortes”, concluiu o governador.

No total, 257.562 pessoas perderam a vida para o novo coronavírus no país. Os números são do levantamento do consórcio de imprensa com dados das secretarias de saúde estaduais.

Vacinação contra Covid-19 no Brasil

Nesta terça (2), o Brasil registrou 1.726 mortes por Covid-19 em 24h, um recorde desde o começo da pandemia em março de 2020, superando a marca de 1.582 óbitos da última quinta-feira (25).

Além das medidas restritivas apontadas pelo governador do Piauí, segundo especialistas, a vacinação é a melhor forma de conter o avanço da pandemia de Covid-19.

No entanto, devido à escassez de doses de imunizantes no Brasil, apenas 3,36% da população tomou a primeira dose da vacina, o que representa 7,1 milhões de brasileiros.

Entre segunda e terça-feira, a primeira dose da vacina contra Covid-19 foi aplicada em 335.551 pessoas, enquanto outras 154.029 receberam a segunda dose. Ao todo, as duas doses da vacina já foram aplicadas em 2.166.982.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.