Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como gerenciar uma equipe difícil?

Saber como gerenciar uma equipe difícil pode parecer complexo, mas há caminhos.

Gerenciar uma equipe difícil parece um pesadelo para você? Calma, não precisa ser tão ruim assim! Algumas ações, quando bem trabalhadas, podem minimizar os desconfortos causados por uma equipe muito, digamos, “dona de si”.

Para isso, elaboramos este breve guia com algumas sugestões que podem ser úteis para você. Esperamos ajudar de alguma forma.

Acompanhe. 😉

Como gerenciar uma equipe difícil?

Uma equipe difícil não é o mesmo que uma equipe impossível de gerenciar. Apenas devemos manter a nossa mente alinhada aos objetivos de todo o time, não permitindo que as emoções exacerbadas acabem minando a nossa forma de atuar.

Para isso, nosso olhar crítico e nosso foco precisam ser trabalhados, juntamente com outras ações, que citamos a seguir:

1- Jamais tome partido de um lado da equipe

Cuidado! Tomar partido pode ser um caminho perigoso e sem volta. Afinal, você pode apenas “comprar” o desprezo e o desrespeito do outro lado da equipe.

Lembre-se de que um líder sempre deverá ser imparcial, mesmo que um lado da equipe esteja errado.

Assim, uma forma de atuar diante de situações deste tipo é através de uma comunicação clara e assertiva, apontando erros e acertos de cada lado, e viabilizando um encontro de todo o time, em prol de um objetivo maior.

2- Mantenha uma postura sempre comunicativa, empática e com escuta ativa

A sua postura diante dos seus liderados também é fundamental na hora de gerenciar uma equipe difícil. Para tanto, considere:

  • Praticar a escuta ativa: Prestando atenção no que os liderados têm a dizer. Mas preste atenção verdadeiramente!
  • Comunicar-se de modo eficiente: Sempre trabalhando a sua maneira de transmitir uma ideia e buscando ser o mais objetivo possível.
  • Praticar a empatia: Colocar-se no lugar do outro é imprescindível para evitar ações impulsivas.

3- Seja claro sobre as regras e condutas esperadas da equipe

Apresentar as regras e a conduta esperada da sua equipe também é importante. Isso dará suporte na hora de conversar com um liderado que acabe sendo muito destoante (negativamente) dos demais.

Por exemplo, você pode sempre reforçar a comunicação não-violenta e, quando um liderado ofende e xinga o outro, ele deverá receber uma chamada de atenção; respeitosa, claro, mas que apresente o seu erro e converse sobre ele.

4- Mantenha a cultura de feedback sempre em dia

O feedback também é fundamental na hora de gerenciar uma equipe difícil. Assim você sempre poderá apresentar os pontos fortes, que devem ser mantidos, e os fracos, que deverão ser trabalhados e eliminados, assim que possível.

Acredite, muitas vezes a equipe é difícil por simplesmente não saber qual caminho seguir, uma vez que não tem esse suporte de um bom líder.

5- Invista em treinamentos eficientes

Por fim, busque investir em treinamentos para a sua equipe. Esses treinamentos podem se pautar em fatores envolvidos intimamente com o trabalho, ou fatores que podem estar envolvidos indiretamente, como as relações interpessoais e a inteligência emocional.

Encontre os pontos de melhoria que a sua equipe apresenta e invista em treinamentos para eles. Assim certamente você conseguirá gerenciar uma equipe difícil com mais facilidade. 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.