Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como desenvolver inteligência emocional?

Desenvolver inteligência emocional é possível desde que você esteja pronto para, de fato, dar uma atenção especial ao que sente. Afinal, apenas escutando a si mesmo é que a inteligência emocional poderá ser trabalhada efetivamente.

E, para isso, elaboramos este conteúdo com algumas dicas que possam ser úteis para você. Acompanhe-nos!

Como desenvolver inteligência emocional?

Para desenvolver a inteligência emocional você precisa compreender que o processo tende a ser gradativo.

Não será da noite para o dia que você poderá, simplesmente, “controlar” tudo o que sente (até porque inteligência emocional não é controle das emoções, mas sim, um bom manejo e entendimento delas).

Sendo assim, considere os apontamentos abaixo como um ponto de partida, não como regra.

Vamos lá?

1- Comece observando as próprias emoções e entenda os gatilhos por trás delas

Não existe muito segredo na hora de desenvolver inteligência emocional: precisamos, simplesmente, nos atentar ao que sentimos. Assim conseguiremos compreender quais são os gatilhos emocionais presentes em cada episódio.

Isso faz toda a diferença na hora de gerenciar as nossas emoções.

Quando temos um conhecimento maior dos gatilhos, tendemos a ter mais equilíbrio quando um episódio se repete, pois compreendemos os impactos que ele pode gerar em nós.

2- Pratique o autoconhecimento e entenda quais emoções mais “atrapalham” você

Escutar a si mesmo e reconhecer as emoções que costumam “atrapalhar” as suas ações também é uma forma de desenvolver inteligência emocional. É aquela história de “conhecer o inimigo” para se preparar para a guerra.

Mas, no caso, a emoção não é um inimigo, mas pode ser se você tentar negligenciá-la. Portanto, passe a observar que tipo de gatilho mais provoca efeitos exacerbados em sua mente e corpo.

  • Exemplo: Saber que vai falar em público deixa você extremamente ansioso? Reflita.

3- Crie mecanismos para lidar com essas emoções “negativas”

Ao ter um conhecimento maior sobre as emoções que mais lhe deixam desconcertado, experimente criar mecanismos para lidar com elas. Como no nosso exemplo anterior, um curso de oratória pode ser uma boa forma de ir lidando com esse impasse.

4- Crie o hábito de refletir e “falar” mais sobre as suas emoções

Não tente esconder as suas emoções dentro de uma “caixinha” interna. Ao mesmo tempo, não entenda isso como uma regra que diz que você deve falar para qualquer pessoa sobre as suas emoções, não é isso!

Apenas queremos tentar demonstrar a importância de se pensar, refletir e pôr para fora o que se sente. Existem diversas formas de fazer isso: conversando com alguém que você confia; escrevendo; praticando um esporte; dançando; desenhando; etc.

5- Faça psicoterapia e trabalhe o gerenciamento das emoções

A psicoterapia também pode lhe ajudar a desenvolver inteligência emocional, uma vez que você passará a fazer uma análise mais precisa das suas emoções. Consequentemente, poderá desenvolver uma forma de gerenciá-las com mais coerência e equilíbrio.

Dê esse passo para si mesmo e veja os resultados. 😉

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.