Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como dar feedback negativo? Veja algumas dicas

Dar feedback negativo lhe gera angústia? Faz com que você se sinta mal? Saiba que, por mais que possa parecer “ruim”, o feedback negativo pode ajudar a outra pessoa, muito mais do que deixá-la “triste”. Afinal, com esse tipo de reflexão, a pessoa que recebe o feedback poderá tomar atitudes que a ajudem a crescer e se desenvolver.

Mas como fazer isso de uma forma serena e tranquila? Por onde começar? Como abordar um tema “negativo”? Em nosso conteúdo vamos explanar algumas respostas. Acompanhe.

Como dar feedback negativo?

Antes de dar um feedback negativo é preciso que você elabore um roteiro coerente, a fim de conseguir explanar os seus pensamentos de uma maneira minimamente cronológica e lógica. Afinal, não dá para simplesmente fazer uma lista de “pontos negativos” sobre a pessoa e pronto. É preciso agir com coerência, empatia e atenção, para que o outro não se sinta agressivo. Veja como:

1- Prepare um roteiro, analisando os pontos negativos e positivos

Antes de iniciar a conversa, prepare um roteiro. Aponte todos os fatores positivos e negativos do seu colaborador. Esse roteiro não precisa ser visualizado por ele, mas sim, deve ser apenas o ponto de partida para que você reflita sobre tudo que aconteceu e quais fatores podem ter tornado a situação mais difícil. Lembre-se de não focar apenas no “ruim”, ok?

Vale, inclusive, analisar se as suas atitudes também foram negativas de alguma forma: como informações passadas de forma errônea. Isso é muito importante para que você não seja injusto.

2- Fale sobre os fatores positivos primeiro

Quando a conversa iniciar, comece pelos pontos positivos. Explane sobre as qualidades do colaborador e o que ele fez de positivo durante todo o processo. Você pode, sim, elogiar, mas de maneira sincera e coerente, é claro. É por isso que o roteiro deve ser feito antes, para você não deixar nada passar em branco.

3- Demonstre como poderia ser uma atitude mais positiva

Quando você chegar na etapa de falar sobre os pontos negativos, ou seja, o momento de dar o feedback negativo de fato, demonstre como poderia ter sido melhor. Ou seja, não diga apenas “você é desorganizado”, mas sim, diga o quanto a organização “da maneira X” poderia ser mais positiva e interessante. Assim você faz com que a pessoa consiga criar uma imagem mental e saiba exatamente o que precisa mudar.

4- Não ataque e tampouco diminua o outro

Cuidado com a forma como você irá falar e a linguagem corporal que você irá usar. Em hipótese alguma você deverá parecer agressivo, muito pelo contrário! Tente manter o tom de voz amigável e a postura corporal também. Isso fará com que a outra pessoa se sinta mais confortável e adepta ao que você diz.

Se você demonstrar agressividade, é bem provável que a pessoa irá entrar no modo “defensivo” e começará a devolver as suas palavras de um modo agressivo também.

5- Ressalte que reajustes são normais e necessários

Para finalizar, lembre de trazer para a outra pessoa a ideia de que reajustes são normais e necessários, fazendo-a entender que isso, em hipótese alguma, diminui a capacidade dela. Mas sim, apenas serve de alicerce para que ela se desenvolva cada vez mais.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.