Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como a ansiedade afeta os estudos?

Saiba quais são os efeitos colaterais que a ansiedade provoca nos estudos.

Entender como a ansiedade afeta os estudos pode ser um bom ponto de partida para lidar com a situação. Afinal, será possível avaliar quando a ansiedade está aparecendo mais intensamente no dia a dia do estudante, viabilizando um caminho mais tranquilo e sereno.

Por isso, trouxemos algumas informações que podem ser úteis para você levando em conta esses pressupostos. Acompanhe a seguir e fique por dentro.

Como a ansiedade afeta os estudos?

A ansiedade afeta os estudos de diversas maneiras diferentes, a depender do grau de ansiedade que o aluno sente.

Dessa maneira, considere as questões abaixo como algo amplo, mas avalie a sua situação baseando-se no quanto você tem se sentido ansioso nos estudos e, lembre-se de buscar ajuda se necessário. Veja:

1- Pode atrapalhar a memória de curto prazo

Quando nos sentimos extremamente ansiosos, o nosso corpo tende a produzir substâncias químicas em nosso cérebro, impactando na nossa forma de absorver novas informações.

Isso, portanto, pode impedir que a nossa memória de curto prazo faça um bom trabalho e, consequentemente, tenhamos efeitos negativos em nossa aprendizagem.

2- Impacta na concentração e no foco

Quem nunca se sentiu tão ansioso a ponto de simplesmente não conseguir manter o foco na atividade que estava fazendo? Pois é.

De maneira metafórica, podemos ver a ansiedade como o “excesso de futuro”, enquanto que a depressão é o excesso de passado, e o estresse o excesso de presente. Assim sendo, se a ansiedade ancora a nossa mente no futuro (mesmo que seja um futuro impossível), automaticamente temos mais dificuldades para focar no aqui e agora.

3- Aumenta a insegurança com relação ao futuro

Seguindo o gancho do que apontamos acima, toda a insegurança vivida em uma crise de ansiedade também pode promover mal-estares com relação ao futuro estudantil.

Você pode se sentir impotente diante de todas as tarefas pendentes, acreditando que não conseguirá finalizar o que precisa ser feito.

Essa sensação pode acarretar em diversos efeitos negativos na vida de qualquer pessoa, como:

  • Medo de tomar uma decisão;
  • Não terminar um trabalho por medo de ser insuficiente;
  • Sentir-se incapaz de ir adiante;
  • Desejo de desistir;
  • Entre outras possibilidades.

4- Emoções negativas podem aumentar a chance de desistência

A emoção negativa que surge com a ansiedade afeta os estudos a partir do momento em que ela passa a ser nutrida pelo estudante. Quanto mais acredita-se que o futuro é ruim e que não trará bons resultados, maiores são as chances de desenvolver um desejo pela desistência.

Afinal, se o futuro for ruim, para quê segui-lo? Esse pode ser o pensamento de muitos ansiosos!

Por isso, e por tantos outros motivos, que é de suma importância buscar ajuda e assim cuidar da saúde mental de maneira efetiva. Não negligencie o que você está sentindo, se a ansiedade afeta os estudos de maneira intensa, ou até mesmo leve, busque auxílio.

Você pode encontrar esse suporte na psicoterapia, por exemplo. Não se deixe de lado.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.