Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Brasil registra recorde de 1,4 milhão de empresas abertas

No segundo quadrimestre de 2021 o Brasil registrou um número recorde de 1,4 milhão de empresas abertas. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia por meio do Boletim do Mapa de Empresas na última quinta-feira (30). O Mapa de Empresas é uma ferramenta disponibilizada pelo Governo Federal com o objetivo de fornecer informações sobre as empresas registradas no país, bem como o tempo médio de abertura.

No segundo quadrimestre de 2021, o boletim registrou 18.440.986 empresas ativas no país, considerando matrizes, filiais e microempreendedores individuais (MEI). Ainda foi possível constatar que no cenário econômico brasileiro existe uma predominância de atividades do setor terciário da economia, como comércio e prestação de serviços, que representam 81,4% das empresas em funcionamento no Brasil.

Segundo o Ministério da Economia, nesse período foram abertas 1.420.782 empresas. Esse número representa um aumento de 1,9% em relação ao primeiro quadrimestre de 2021. Já em relação ao segundo quadrimestre de 2020 houve um aumento de 26,5%.

O Boletim do Mapa de Empresas ainda constatou que o estado do Acre foi o que apresentou maior percentual de empresas abertas no segundo quadrimestre do ano, com aumento de 26,6% em relação ao quadrimestre anterior.

Tempo médio de abertura de empresas no país

De acordo com informações disponibilizadas pelo Ministério da Economia por meio do Boletim do Mapa de Empresas, o tempo médio registrado no segundo quadrimestre de 2021 para abertura de empresas no país é de 2 dias e 16 horas. Esse número representa uma queda de 13 horas (16,9%) em relação ao período anterior e quando comparado ao mesmo período do ano passado apresenta uma redução de 5 horas (7,2%).

Os dados indicam que o tempo médio para abertura de empresas tem reduzido. Segundo o Ministério da Economia, essa redução é reflexo dos avanços obtidos por órgãos federais, estaduais e municipais com o objetivo de facilitar o processo de abertura de empresas. Além disso, os números mostram que os brasileiros têm buscado cada vez mais empreender.

Número de negócios fechados nesse período

Apesar do número de empresas abertas ser bastante expressivo no país, no segundo trimestre de 2021 foram fechadas 484.553 empresas. Esse número representa um aumento de 10,2% no fechamento de empresas em relação ao primeiro quadrimestre de 2021 e 44,8% em relação ao segundo quadrimestre de 2020.

Por conta disso, o Ministério da Economia afirma que o Governo Federal vem trabalhando em políticas públicas que visam fomentar o ambiente de negócios. Essas políticas públicas são essenciais para empreendedores no atual contexto de pandemia por conta do Covid-19 e consequentemente para toda a economia brasileira.

Pensando nos pequenos negócios, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – PRONAMPE, instituiu linhas de crédito para que pequenos empresários pudessem ter acesso a capital de giro durante a crise econômica e sanitária que o país vivencia. Ademais, recentemente a Lei nº 14.195 que facilita a abertura de empresas foi aprovada no Congresso Nacional.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.