Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial de até R$375: Guedes quer aceleração da vacinação dos beneficiários

Ideia do Ministro da Economia é vacinar todas as pessoas que recebem o Auxílio Emergencial em caráter de urgência

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, está fazendo pressão para que o Ministério da Saúde atue rapidamente na vacinação dos brasileiros que estão recebendo o Auxílio Emergencial. De acordo com dados do Ministério da Cidadania, são cerca de 37 milhões de indivíduos.

Não há nenhum dado oficial que mostre até aqui a evolução da vacinação neste público que recebe o Auxílio Emergencial. Esse é um dado difícil de descobrir. Isso porque os estados é que estão com a responsabilidade de aplicar essas vacinas nos braços da população. Então as informações acabam se tornando um tanto fragmentadas.

De qualquer forma, a ideia de Paulo Guedes tem um motivo. Ele quer que essas pessoas que estão recebendo o Auxílio Emergencial acabem ficando livres para procurar emprego com um pouco mais de facilidade. Assim, o Ministro espera conseguir desafogar um pouco a situação dos pagamentos do programa em questão.

Como dito, cerca de 37 milhões de pessoas recebem o dinheiro do Auxílio Emergencial. De acordo com Guedes, o país não tem condições de fazer esses pagamentos para essa quantidade de brasileiros por muito mais tempo. É justamente por isso que ele quer que esses cidadãos voltem para uma situação de normalidade e não precisem mais do benefício emergencial. 

“Quero dar ênfase para a necessidade de vacinação em massa. Está muito claro hoje que o desemprego, a recessão de hoje, teve uma focalização muito grande particularmente nos mais vulneráveis, os 38 milhões de brasileiros que ganham seu pão, seu dia a dia, literalmente a cada dia”, disse o Ministro há algumas semanas atrás.

Vacinação 

De acordo com informações de bastidores, a vacinação contra a Covid-19 vai ser vital para o futuro do Auxílio Emergencial no Brasil. De acordo com Paulo Guedes, se o processo ganhar ritmo, não vai existir mais a necessidade de uma nova prorrogação.

Vale lembrar que o Governo Federal anunciou oficialmente ainda na semana passada a adição de mais três meses de pagamentos no programa. Assim, o projeto que chegaria ao fim em julho, vai acabar durando até outubro, pelo menos.

Se a campanha não decolar como Guedes espera, então ele deve anunciar uma segunda prorrogação. Ele, no entanto, está torcendo para que isso não precise acontecer. Por isso, ele está apostando pesado na vacinação deste grupo trabalhista.

Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial deste ano está pagando parcelas de valores que variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender do beneficiário. No caso das mães chefes de família, por exemplo, o montante é esse maior de R$ 375.

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, a grande maioria dos usuários do programa estão recebendo mesmo o valor menor. Isso significa afirmar que muita gente está tendo que viver com apenas R$ 150 por mês.

Apesar das inúmeras críticas em relação aos valores do programa, o Governo Federal não está dando sinais de que pode aumentar o patamar de pagamentos. Eles argumentam que isso poderia acabar furando o teto de gastos públicos.

1 comentário
  1. Andrea Diz

    Vergonha este auxílio aí. Eu que precisava não recebi. Colocaram uma pessoa na minha ficha que nem precisa ganha 5 mil por mês tem casa alugada paga carro do ano é recebe 250 de auxílio vergonhoso isso este tal de depevat uma fraude. Este governo uma piada aff

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.