Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Balanço de pagamentos: Banco Central divulga estatísticas do setor externo

O Banco Central informou as estatísticas do setor externo. Confira as informações atualizadas, divulgadas pelo BC no último dia 22.

O Banco Central informou as estatísticas do setor externo. Confira as informações atualizadas, divulgadas pelo BC no último dia 22.

Balanço de pagamentos: Banco Central divulga estatísticas do setor externo

Conforme informações oficiais do Banco Central do Brasil, as transações correntes registraram déficit de US$1,7 bilhão em setembro de 2021, ante saldo negativo de US$346 milhões em setembro de 2020. 

Redução no superávit comercial

Dessa forma, o BC informa que na comparação interanual, o superávit comercial reduziu US$1,9 bilhão, enquanto os déficits em serviços e em renda primária recuaram US$391 milhões e US$96 milhões, respectivamente. 

Assim sendo, o déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em setembro de 2021 somou US$20,7 bilhões (1,30% do PIB), ante US$19,3 bilhões (1,22% do PIB) em agosto de 2021, e US$32,3 bilhões (2,09% do PIB) em setembro de 2020.

A balança comercial de bens foi superavitária em US$2,5 bilhões

O Banco Central ressalta que a balança comercial de bens foi superavitária em US$2,5 bilhões em setembro de 2021, ante superávit de US$4,4 bilhões em setembro de 2020. 

Assim sendo, as exportações de bens totalizaram US$24,5 bilhões em setembro de 2021, aumento de 33,9% ante setembro de 2020, e as importações de bens somaram US$22,0 bilhões, incremento de 58,2% na mesma base de comparação. 

Por outro lado, as importações de setembro de 2021 incluíram US$1,0 bilhão em operações associadas ao Repetro (US$62 milhões em setembro de 2020).

Redução no déficit na conta de serviços

Assim sendo, o BC informa que o déficit na conta de serviços somou US$1,4 bilhão em setembro de 2021, redução de 22,3% em relação a setembro de 2020. 

A conta de viagens internacionais registrou despesas líquidas de US$237 milhões no mês, ante US$138 milhões em setembro de 2020, relata o BC.

Redução nas despesas líquidas de aluguel de equipamentos 

Por outro lado, as despesas líquidas de aluguel de equipamentos somaram US$615 milhões em setembro de 2021, redução de 30,9% na comparação com setembro de 2020, influenciada pela nacionalização de equipamentos no âmbito do Repetro. 

Assim sendo, conforme informações oficiais do Banco Central, em setembro de 2021, o déficit em renda primária totalizou US$3,1 bilhões, ante US$3,2 bilhões observados em setembro de 2020, informa o BC em seu site oficial.

5/5 - (1 vote)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.