Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial: Veja o plano de fim do benefício com retorno ampliado do Bolsa Família

Paulo Guedes, ministro da Economia, afirmou que o plano do governo para o auxílio emergencial é encerrá-lo em dezembro deste ano, com retorno ao Bolsa Família como programa de transferência de renda.

“A resposta hoje, se você perguntar assim, qual o plano para o auxílio emergencial? Remoção gradual… acaba o auxílio emergencial. Que já foi 600, caiu pra 300 e ele acaba, nós voltamos para o Bolsa Família”, disse Guedes durante um evento online organizado pela Abras.

O ministro informou que esse é o plano A, tendo em vista que o surto de coronavírus está diminuindo no país e a economia, reagindo. De acordo com o cronograma de pagamento do auxílio emergencial, a última parcela será paga em 31 de dezembro.

Ainda, durante a sua participação, Guedes afirmou que, caso haja uma segunda onda de coronavírus chegue no país, o auxílio deverá ser mantido e um novo estado de calamidade pública será decretado.

Entretanto, o ministro afirmou que o gasto do governo será menor em um novo enfrentamento ao vírus, ficando por volta de 4% do Produto Interno Bruto (PIB), contra 10% do PIB neste ano.

“Nossa hipótese de trabalho é ir retirando os estímulos, é o que estamos fazendo, era 600 (reais), baixa para 300, depois aterrissa ali na frente ou numa versão do Renda Brasil, de renda básica, ou no próprio Bolsa Família que existia antes”, disse.

Caixa encerra pagamentos do auxílio emergencial

Caixa Econômica Federal (CEF) finalizou o pagamento do auxílio emergencial nesta terça-feira (29). O pagamento de hoje foi realizado para os beneficiários que nasceram em dezembro. Um total de 3,2 milhões receberam.

O auxílio emergencial começou a ser pago em abril para trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais (MEIs) e desempregados que não recebem o seguro-desemprego. Ao todo, 68 milhões de cidadãos receberam o pagamento. Não há nenhuma previsão de nova prorrogação do programa, substituto do Bolsa Família ou novo programa social do governo até agora.

O Ministério da Cidadania divulgou que ano que vem serão feitos pagamentos apenas resultantes de contestações administrativas e extrajudiciais, além de decisões judiciais. Com o fim do auxílio, 48 milhões de brasileiros ficarão sem ajuda do governo.

Parlamentares em Brasília defendem que o auxílio emergencial seja prorrogado até os dois ou três primeiros meses de 2021. Para isso, os parlamentares defendem que o estado de calamidade pública seja ampliado. O estado de calamidade pública chega ao fim dia 31 de dezembro de 2021; o ministro da Economia Paulo Guedes reafirmou que o auxílio emergencial chega ao fim em dezembro.

9 Comentários
  1. Erik Diz

    O ruim é que como moro em uma cidade do interior do nordeste aqui é difícil de emprego, mesmo voltando a normalidade é difícil

  2. Claudete Lopes Camargo Diz

    Eu tenho problemas sérios de saúde, escuto do perito do inss que estou apta ao trabalho, gasto 400,00 de farmácia por mês, se acabar o auxílio ñ sei o que fazer

  3. Joi Luís Diz

    Eu também estou desempregado esse auxílio estava ajudando muito e agora o que eu faço deputado senador presidente vereador já estão seguro e nós que elegemos todos eles vamos ficar chupando dedo? Vamos agir brasileiro não vamos ficar de braços fechados não vamos correr atrás do que é nosso

  4. Ja e Diz

    O povo vota. safados esse governo

  5. Cleo Diz

    Bom dia senhor presidente ministro e TDS os políticos que tem seus salários em alta eu sou uma mulher desempregada e não posso ir a luta pois estou no meio das pessoas de riscos sei que um dia irei morrer mais gostaria q fosse com dignidade este auxílio que foi dado para a população e um direito e vcs não pode retirar assim alegando que não tem verba .
    Toma vergonha na cara vcs presidente ministro e deputados e demais do congresso dts tem um alto salário para fazer fanfarronice toma vergonha e cuida de quem os elegeram não fica aí falando merda e me mostra aonde que a covid está acabando a uma semana minha prima faleceu deixando 5 filhos ninguém merece ums governante igual a VCS dou os parabéns pra TDS vcs vida brasileira importa

  6. CARLOS EDUARDO CAVALINI Diz

    Bom dia no meu caso que esto desempregado e sem bolsa familia com o fim auxilio emergencial ainda nessa pandemia como faco pra sobreviver sem alguma ajuda do governo nao tenho como procura emprego agora que tipo rendo vo ter pra pelo menos me sustentar.acho isso deveria acabar depois da pandemia pois ta audio ainda povo mas pobre sofre com isso.

  7. Carlos R. marinho Diz

    Boa noite abençoado a todos
    É meu ministro só o senhor não ve ou faz vista grossa, mais se olhar os cronograma da situação a respeito a está pandemia o senhor não falava nada, porque ela tá aí e se o senhor não ve ou não assiste jornalismo e não tem enteresse de ve a situação que tá o nosso país ou melhor nosso BRASIL a população está pedindo socorro e o senhor ainda fala que está acabando está está pandemia o senhor é fanfarrão e brincalhão com a SAÚDE do ser humano?
    Já sobre o auxílio emergencial de 300 reais
    Isto é uma ajuda pra muitas famílias que da pra comprar um pão e um leite um pouco de arroz feijão e um gaz já foi os 300 Reais depois o senhor me diz que tá difícil pra pagar isso
    O salário do senhor é mais u menos vamos colocar aí 45,800,00 fora as regalias como moradia e outros mais garanto se fosse o senhor no lugar destas pessoas o que o senhor dizia?
    Demais agradeço

    1. Edison Diz

      Bom dia!
      No Brasil enquanto houver auxílio paletó,tudo o que for gasto com o povo se torna prejuízo,incluindo saúde, educação,então não adianta reclamarmos para quem não está preocupado e desconhece o povo deste país.

  8. Maria Lucia Chagas moreira Diz

    Eu

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.