Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.8/5 - (70 votes)

Auxílio emergencial: O que se sabe até agora sobre a 8ª parcela

Auxílio emergencial. O que se sabe até agora sobre a 8ª parcela do benefício? Inicialmente, sabe-se que o pagamento do programa seguiu oficialmente até o último dia 31 de outubro, por meio de depósitos. Durante esta semana, a Caixa Econômica estará concluindo as liberações dos saques dos informais.

Veja também: Novo auxílio de R$ 1.200: Saiba quem terá direito ao benefício

Diante desse cenário, muita gente ainda está pressionando o Governo Federal por uma nova prorrogação. Com um fim da sétima parcela, já existe uma pressão para o pagamento da 8ª parcela do auxílio emergencial.

Caso você ainda não saiba, essa seria a segunda prorrogação, já que ainda em 2021, o Palácio do Planalto decidiu prorrogar o benefício entre os meses de agosto e outubro. Desta vez, não há indicação de que isso vá se repetir.

De acordo com informações de bastidores, membros do Palácio do Planalto até ventilaram a possibilidade de prorrogação do Auxílio Emergencial. Mas isso só aconteceria caso a PEC dos Precatórios não fosse aprovada.

De qualquer forma, ainda estaria faltando a análise do Senado Federal. Por lá, o Governo Federal costuma ter mais dificuldades nestas votações. Mas o fato mesmo é que ainda não dá para saber o que vai acontecer. Em caso de não aprovação da PEC, pode ser que o assunto da prorrogação do Auxílio Emergencial retorne.

De acordo com o Ministério da Cidadania, esse programa atendeu este ano pelo menos 39 milhões de pessoas. Esse foi o número de indivíduos que receberam pelo menos uma parcela do benefício em questão. Os valores foram notadamente mais baixos do que aqueles que vimos no ano passado. Agora em 2021, eles pagaram montantes que variavam entre R$ 150 e R$ 375 a depender do público.

25 milhões

Caso o Auxílio Emergencial não seja prorrogado, isso poderá ser uma péssima notícia para muita gente. Acontece que pelas contas do próprio Ministério da Cidadania, cerca de 25 milhões de pessoas que recebiam alguma ajuda do Governo em outubro ficarão sem nada a partir de novembro.

Isso vai acontecer porque o Auxílio Brasil não tem vaga suficiente para inserir todas as pessoas que precisam desse dinheiro agora. Na prática, dá para dizer que o Governo estava atendendo cerca de 40 milhões de brasileiros e vai passar a atender 17 milhões.

Em entrevista recente, o Ministro da Cidadania, João Roma, disse que o Palácio do Planalto estava trabalhando em uma solução para essas pessoas. Só que pelo menos até a publicação deste artigo, eles não falaram qual seria essa ideia.

Novas vagas no Auxílio Brasil

Aliás, caso o Auxílio Emergencial não seja prorrogado, muita gente está pedindo para que o Governo Federal aumente pelo menos o número de vagas no novo Bolsa Família. Já se sabe, portanto, que isso vai acontecer, mas mesmo assim não vai caber todo mundo.

Pelo que se sabe até aqui, apenas uma pequena parcela de usuários do Auxílio Emergencial vai conseguir entrar no novo benefício. Pelo menos é essa conclusão que dá para se chegar quando se vê os dados do próprio Governo.

O plano do Palácio do Planalto ainda não mudou. Portanto, eles querem mesmo começar os pagamentos turbinados do Auxílio Brasil em dezembro, para cerca de 17 milhões de pessoas. Até agora, esse plano não mudou. Segue o mesmo.

3.8/5 - (70 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

17 Comentários
  1. ForaBozo Diz

    Esse Bolsonaro é uma piada, mentiroso, ladrão e burro PQP esse inútil e esses filhos dele são uma vergonha para o Brasil!!! #ForaBolsonaro
    Não tem dinheiro para os pobres, mas tem pro CENTRÃO, né?! BOLSONARO NUNCA MAIS!!!

  2. Enilze Diz

    Como ja falei das outras vzs eu preciso do auxilio emergencial,pq?sou sozinha tenho estou completando 63 anos sempre cuidei de crianças.mas com a pandemia as mamaes tbm perderam o emprego e eu não tenho crianças para cuidar.sofro de isquemia cerebral transitoria tenho safenas e mamarias no coração as vzs não tenho forças para caminhar eu só peço que me ajudem. E nesta hora esqueçam a politica o problema maior ainda é a pandemia obrigada…

  3. Ana Jaqueline Santos de Almeida Gonçalves Diz

    Meu nome é Jaqueline eu recebi o auxílio me ajudou muito agora que acabou não se como viver não estou conseguindo emprego

  4. Jonia paula Diz

    Eu acho que muita gente precisou desse auxilio como eu mae solteira e chefe de familia pois moro sozinha com uma filha esse auxilio me ajudou muito como outras familias tbm acho que deviam manter ou fazer um auxilio pra gente tbm que precisamos pois beneficiaram pra quem tem bolsa familia e agente como ficara ??

  5. Marcos Borkowski Diz

    Viva o fundão eleitoral e mordomias mil para politiqueiros, para isso, grana do povo nunca faltou, tem até para a corrupção histórica e exaustivamente comprovada!

  6. Fabiana Silva Diz

    Eu acho um erro tremendo a retirada do auxílio emergencial nos últimos dois meses do ano. Mulheres, famílias q vivem do bolsa família e se beneficiarão do auxílio Brasil, não querem saber do presidente. Eu ralo pra cac*e certamente estarei fora desse auxílio. Muito errado, senhoras e senhores, muito errado!!!

  7. Carlos Diz

    É preciso repensar no auxílio emergencial para que as pessoas que estão desempregadas, e sem previsão de emprego, com família, aluguel, e outras despesas possam ter condições de sobrevivência. E o auxílio emergencial tem um custo menor do que o auxílio Brasil, o auxílio Brasil vai ser de R$400, reais, enquanto o auxílio emergencial é de é de R$150, reais e beneficia a maioria dos desempregados, já o bolsa família de R$400, reais vai beneficiar a minoria que de uma certa forma tem até emprego. É preciso repensar e procurar beneficiar a maioria da população, sem falar nos idosos que não tem aposentadoria ainda, e não tem condições de recolocação no mercado de trabalho.

  8. Cristiane Diz

    Gente eu acho engraçado né ,essa merreca de 400 reais ,eu tenho três filhas ,sou sozinha 400 mal mal uma compra ,mas eles estão lá com 300 mil ,500mil ,eles não estão nem aí pro povo certo estão bebendo shampanhe e comendo caviar ,e o povo mal mal pode comer um ovo

  9. Miguel Arcanjo Diz

    O governo tem q dar emprego pra população pra ter o seu digno salário todo mês e não maquiar esse tal auxílio porq e um lance temporário e emprego é algo q conforme a pessoa terá por anos No mais essa é a minha humilde opinião. EMPREGOOOOOOO.

  10. Rosangela Aparecida Brie Diz

    Eu gostaria muito de ter minha casa própria e gostaria de saber como eu consigo fazer um cadastro desse programa do minha casa Minh vida

  11. Claudia Diz

    Na minha opinião eles deveriam criar mais oportunidadrs de empregos para todos que estão desempregados abrir mais fábricas dando chance ao povo de ter mais dignidade e o que comer com o seu próprio dinheiro. Quero dizer dando a vara pra pescar ja que tem dinheiro pra bolsa familia. Assim ninguém quer mais trabalhar

  12. Ricardo Diz

    Antes o corona virus que matava agora será a fome

  13. Edgar da Silva Marques Diz

    Emuito bom

  14. Florisvaldo Schneider Diz

    Todo compramos produto ipê (Todo mês)

  15. isaac Diz

    autônomo solteiro sem serviço agora vai sentir ainda mais a fome batendo forte

  16. Maria patrociniaGuimarães Diz

    Sou beneficiária do bolsa familia ja cadastrei este ano no cadunico serÁ quê vou receber o auxilio Brasil

  17. Gerson Diz

    Sem a prorrogação da 8a parcela do auxilio emergencial o Natal de milhões de brasileiros será magerrimo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.