Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (5 votes)

Auxílio emergencial libera nova parcela em dezembro; veja quem pode

O programa tem o objetivo de apoiar milhares de brasileiros desde o ano passado. Na reta final, os pagamentos variavam de R$ 150 a R$ 375.

Atenção, brasileiros! O Governo Federal prevê começar, dentro dentro de mais alguns dias, os valores referente ao adicional do auxílio emergencial. Por conta disso, neste momento existem muitas dúvidas surgindo sobre esse benefício.

Aos poucos, o Governo Federal vai divulgando mais detalhes sobre essas liberações. Nesta semana, o Ministério da Cidadania, que é a pasta responsável pelos pagamentos, anunciou que cerca de 1,2 milhão de pessoas deverão pegar esse dinheiro. Esses usuários serão divididos em dois grupos para evitar uma sobrecarga no sistema.

Então o primeiro grupo será formado pelos pais de família solteiros que se inscreveram no Auxílio Emergencial no ano passado ainda através do app oficial ou do site do programa. O plano do Governo é fazer os repasses do retroativo para este grupo ainda em dezembro. Só estaria faltando mesmo a liberação do Congresso Nacional.

Já o outro grupo passaria a receber o benefício apenas no próximo ano. Não é como se faltasse muito tempo para isso. De acordo com o Governo Federal, os pais de família solteiros que receberam o Auxílio Emergencial no ano passado através do Cadúnico ou mesmo do Bolsa Família pegariam esse montante em janeiro de 2022.

A ideia do Governo Federal é pagar uma cota única para todas essas pessoas. Então seja lá quanto cada um vai receber, eles irão pegar tudo isso de uma só vez, sem a necessidade de um parcelamento dos pagamentos. De qualquer forma é importante lembrar que isso ainda não é uma informação oficial.

Quem pode receber o adicional do Auxílio

De acordo com as regras gerais, esse adicional do Auxílio Emergencial vai para pais solteiros que não receberam o valor dobrado do benefício no ano passado. Eles deveriam ter tido esse direito, mas o fato é que não ganharam.

Por isso, depois da derrubada do veto a esses pagamentos, esses pais voltaram a receber o benefício em questão. Então agora o Governo está tendo que fazer as liberações para todas essas pessoas mais uma vez.

Projeto no Congresso

Para isso, no entanto, eles irão precisar muito do Congresso Nacional. Na última semana, o Governo Federal enviou para lá o projeto de lei que libera R$ 2,8 bilhões justamente para o pagamento desse adicional do Auxílio Emergencial.

A questão é que esse assunto sequer virou pauta no Congresso Nacional esta semana. A expectativa é que isso possa acontecer nos próximos dias. Mas também não há uma garantia de data para o debate em torno deste tema ainda.

4/5 - (5 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Vanessa Silva Diz

    Fazer o que né

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.