Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial está a dois pagamentos do seu final

De acordo com informações oficiais do Governo Federal, o Auxílio Emergencial tem apenas mais dois pagamentos pela frente

A cada dia que passa o Auxílio Emergencial está ficando mais próximo do seu fim. Nesta terça-feira (31), por exemplo, a Caixa Econômica Federal está concluindo os pagamentos da quinta parcela do programa. Com isso, o projeto está oficialmente a dois repasses do seu final. Pelo menos é o que se sabe.

A ideia inicial do Governo Federal era pagar esse benefício entre os meses de abril e julho. No entanto, diante da situação da pandemia do novo coronavírus no Brasil, eles decidiram prorrogar o projeto por mais três meses. Com isso, o programa deve seguir fazendo pagamentos, pelo menos, até o próximo mês de julho.

Com a mudança, o Auxílio Emergencial passou de 4 para 7 parcelas no total este ano. Pelo menos 5 delas terminaram. Agora a Caixa está a dois pagamentos de concluir esse benefício. Algo em torno de 37 milhões de brasileiros estão recebendo essas quantias de maneira mensal. Pelo menos é o que diz o Ministério da Cidadania.

De acordo com informações da imprensa, existe a possibilidade de uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial. Assim, o programa seguiria para além do próximo mês de outubro. Ainda segundo essas informações, aliados do Presidente Jair Bolsonaro estariam aconselhando o chefe do executivo a fazer isso.

Segundo esses aliados, uma nova prorrogação poderia ser boa para a imagem do Presidente da República. Vale lembrar que o ano de 2022 vai ter eleição presidencial. Então vários membros do Palácio do Planalto estão preocupados com o que pode acontecer com o resultado final da votação popular.

Auxílio Emergencial

O Governo Federal começou a pagar o Auxílio Emergencial ainda em meados de 2020. O objetivo inicial do projeto era fazer pagamentos de parcelas para pessoas que estavam em situação de dificuldade na pandemia do novo coronavírus.

Os primeiros repasses eram de R$ 600 podendo chegar em R$ 1200 em alguns casos. Naquele primeiro momento, de acordo com o Ministério da Cidadania, algo em torno de 70 milhões de brasileiros recebiam o montante.

A realidade agora é bem diferente. O Governo Federal está pagando montantes que estão chegando a no máximo R$ 375 por mês. Além disso, o número de usuários caiu dos quase 70 milhões para algo em torno dos 37 milhões de brasileiros.

O que vem depois

Como o Auxílio Emergencial está a apenas duas parcelas do seu final, então muita gente está demonstrando preocupação com o futuro. Afinal, o que vem depois dos pagamentos deste benefício? O Governo estaria preparando algo?

De acordo com o próprio Palácio do Planalto a ideia central é começar a pagar o novo Bolsa Família exatamente um mês depois do fim do Auxílio Emergencial. Então a ideia é começar esses repasses ainda no próximo mês de novembro.

E de acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, a tendência natural é que o novo programa sirva para atender algumas pessoas que estavam no Auxílio Emergencial. Pelo menos esse é o objetivo do Governo Federal.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.