Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio emergencial: Cancelamento não é de responsabilidade da Caixa

Banco vem recebendo uma série de reclamações por causa de cancelamentos no Auxílio Emergencial do Governo Federal

O Governo Federal, por meio do Dataprev, segue realizando uma série de cancelamentos do Auxílio Emergencial. De acordo com as informações do próprio Palácio do Planalto, mais de 2 milhões de pessoas deixaram de receber as parcelas do benefício desde o início dos pagamentos do programa ainda no último mês de abril.

Diante desta situação, vários usuários estão indo nas agências da Caixa Econômica Federal para reclamar desta questão. Essas pessoas também estão enchendo a caixa de mensagens do banco com esses relatos de bloqueio. No entanto, a instituição diz que não é responsável pelos cancelamentos do programa em questão.

De acordo com o banco, essas agências atuam unicamente como agentes pagadoras do Auxílio Emergencial. Isso significa dizer que o Dataprev escolhe quem pode e quem não pode receber o benefício. A partir daí eles enviam essas informações para a Caixa e as agências liberam este pagamento.

Então, na prática, o Dataprev é que seria responsável por esses bloqueios em questão. E o fato é que o próprio Governo Federal confirma essa informação. De acordo com as informações oficiais, o órgão apenas está fazendo análises constantes nas contas para evitar que as fraudes, que se tornaram comuns em 2020, se repitam neste ano novamente.

De acordo com dados do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Corregedoria Geral da União (CGU), o Governo teria gasto bilhões de reais no ano passado com pagamentos indevidos do Auxílio Emergencial. A ordem agora dentro do Palácio do Planalto é evitar que isso se repita nesta nova versão do benefício.

Cancelamentos

No entanto, mesmo com este argumento do Governo Federal, não há como negar que os cancelamentos do Auxílio são mesmo muito polêmicos. De acordo com relatos nas redes sociais, centenas de pessoas estão revoltadas com os bloqueios.

Esses cidadãos alegam que o Dataprev estaria apresentando justificativas irreais para bloquear as contas das pessoas. Muitos dizem, aliás, que não tiveram sequer a possibilidade de contestar o resultado da negativa.

Sobre isso, o Dataprev alega que nem todo mundo tem o direito de contestar a decisão do órgão. Em alguns casos, aliás, a pessoa precisa simplesmente aceitar o resultado e não questionar a decisão final do Governo Federal.

Auxílio Emergencial

Por causa desses cancelamentos, muita gente que está recebendo o Auxílio normalmente relata medo do que também pode acontecer com elas. São brasileiros que temem que o Dataprev também aplique bloqueios em suas contas.

E o fato é que esse medo encontra respaldo. É que de acordo com o Governo Federal, o Dataprev vai seguir fazendo análises em cada uma das 37 milhões de contas do Auxilio Emergencial com certa frequência.

As pessoas que o órgão considerar que não precisam mais do dinheiro irão deixar de receber o montante. Isso pode acontecer, aliás, a qualquer momento. É por isso que é importante ficar sempre de olho no site oficial da consulta do benefício. É que tudo pode mudar sempre a qualquer momento.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
6 Comentários
  1. Isabel Cristina Diz

    Fui fazer um documento na prefeitura de minha cidade, fizeram errado, cancelei na prefeitura, aí o meu auxílio emergencial foi cortado, não tenho renda nenhuma, nem trabalho só ajuda de Deus.

  2. Francielle Diz

    Meu tbm.cancelou brokeou preciso muito….

  3. Rafael Alves Diz

    Cancelaram o meu sem motivo

  4. Daniela Diz

    A pessoa que recebe o auxílio emergencial se ela falece outra pessoa da família recebe como por exemplo a filha

  5. Joneide Diz

    Eu também não tenho renda nenhuma e cancelaram o meu auxílio também.

  6. Maria Neusa Pereira pinto Diz

    Engraçado quê tenho 62anos. Sem renda Neuma. Bloquearam meu auxílio.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.