Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.2/5 - (4 votes)

Auxílio Brasil: valor do programa pode diminuir em junho? Entenda

Segundo as informações oficiais, o valor do Auxílio Brasil pode diminuir em junho. Mas não é necessário se preocupar. Entenda

Nesta semana, o Governo Federal inicia os pagamentos da oitava rodada do Auxílio Brasil. Embora o Ministério da Cidadania ainda não tenha revelado mais detalhes sobre os repasses, já é possível dizer que as liberações começam nesta sexta-feira (17) para os usuários que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) final 1. O dinheiro estará na conta desde as primeiras horas desta manhã.

Mas afinal de contas, o valor do Auxílio Brasil poderá diminuir neste mês de junho? De acordo com o Ministério da Cidadania, a resposta é sim. É possível que o patamar de pagamentos diminua, mas a diminuição somente poderá acontecer na média dos valores. Dessa forma, independente do que aconteça, ninguém receberá menos que R$ 400.

A média dos valores é variável. Em abril, por exemplo, o Ministério da Cidadania liberou uma média de R$ 403 por família. Em maio, o valor médio subiu para a casa dos R$ 409, uma elevação de R$ 6 na média das liberações do Auxílio Brasil naquele momento.

Para junho, o Ministério da Cidadania ainda não divulgou os números das liberações do benefício. Eles podem cair, bem como podem aumentar. De qualquer forma, a pasta já adianta que nenhum cidadão receberá menos de R$ 400 independente das possíveis variações na média dos recebimentos do Auxílio Brasil neste momento.

Ainda nesta semana, o Ministério divulgará os números detalhados dos pagamentos do programa para este mês de junho. Mas neste momento, qualquer cidadão pode conferir como está a sua situação no projeto analisando as informações do app do Auxílio Brasil, que está disponível para download nos sistemas Android e iOS.

Diminuição do valor

Há ainda outra situação que precisa ser citada. O valor do Auxílio Brasil do Governo Federal pode diminuir para algumas famílias quando existir uma alteração na estrutura do perfil de pagamentos. Por exemplo, se há uma mudança no número de integrantes que moram em uma casa, o patamar de liberações também muda.

A prática acontece porque o valor do Auxílio Brasil é variável para cada cidadão. Assim, é possível que ele tenha uma diminuição ou mesmo um aumento no patamar de recebimentos entre um mês e outro. Entretanto, não há com o que se preocupar.

O Ministério da Cidadania explica que quando há uma diminuição de valor para um nível abaixo de R$ 400 por mês, o cidadão tem direito de receber o benefício extraordinário. Dessa forma, ele poderá chegar ao patamar mínimo da mesma forma.

Imagine, por exemplo, que um cidadão ganhava R$ 300 de Auxílio Brasil. Neste caso, ele tem direito de receber R$ 100 de benefício extraordinário para chegar em R$ 400. Caso o valor do programa caia para R$ 250 no mês seguinte, automaticamente ele receberá R$ 150 de adicional extraordinário. De todo modo, ele ganhará ao menos os R$ 400 exigidos.

Já um cidadão que ganhava R$ 450 em maio, e passou a ganhar R$ 430 só de Auxílio Brasil em junho, não receberá nenhum benefício complementar. Afinal de contas, mesmo com a queda no valor, ele ainda conta com um patamar de recebimentos maior do que o mínimo exigido de R$ 400.

Auxílio Brasil

Abaixo, você pode conferir o calendário detalhado do mês de junho no Auxílio Brasil. Além dele, também é possível verificar todas as datas do pagamento no ano. O cidadão tem 120 dias para movimentar a quantia. Veja abaixo:

Reprodução: Ministério da Cidadania
4.2/5 - (4 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.