Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.2/5 - (9 votes)

Auxílio Brasil pode chegar a pagar R$ 800, diz Paulo Guedes

De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, Auxílio Brasil pode chegar a fazer pagamentos de R$ 800 por mês

O Governo Federal bateu o martelo e decidiu que durante os próximos 12 meses os usuários do Auxílio Brasil irão receber R$ 400 por mês. Com a aprovação da PEC dos Precatórios pelo Congresso Nacional, isso passou a ficar ainda mais claro. Mas agora, há quem diga que esse valor pode até subir.

E quem disse isso foi o Ministro da Economia, Paulo Guedes. Em declaração no final da última semana, ele disse que se a inflação continuar subindo do jeito que está, o valor do Auxílio Brasil vai ter que continuar aumentando. Ele disse que a elevação teria que ser para a cada dos R$ 600 ou mesmo dos R$ 800.

Vale lembrar, no entanto, que Paulo Guedes disse isso em um tom de alerta. Ele disse, na verdade, que o Governo Federal vai precisar trabalhar para impedir o crescimento dessa inflação. Assim, a ideia dele é fazer de tudo para evitar a criação de um cenário em que o Planalto tenha que aumentar o Auxílio mais uma vez.

“Conversei abertamente com o presidente Bolsonaro e com o ministro Anderson Torres. O presidente pega categorias que acha que são favoráveis e fala que quer fazer reestruturação de cargos, e sugeri fazer na reforma administrativa. Agora uma porção de gente vai pedir reposição salarial também, e isso é uma ameaça. Vai virar bagunça, cuidado”, disse o Ministro.

Guedes está falando sobre a questão do reajuste salarial para os profissionais federais de segurança. Esse foi um dos pedidos de Bolsonaro para a equipe econômica. Eles já admitiram que irão conceder esse aumento salarial, mas temem que outras categorias comecem a pedir para elas também.

Valores do Auxílio Brasil

O Governo Federal começou a fazer os pagamentos do seu Auxílio Brasil ainda no último mês de novembro. Naquele momento, o dinheiro estava indo para cerca de 14,5 milhões de brasileiros que estavam pegando uma média de R$ 220.

Em dezembro, esses valores já subiram. De acordo com o Ministério da Cidadania, neste momento o patamar mínimo de pagamentos é mesmo R$ 400. Pelas leis gerais, ninguém pode receber menos do que isso agora.

E essa lógica deve seguir pelos próximos meses. Pelo que se sabe até aqui, a aprovação da PEC dos Precatórios pelo Congresso Nacional dá ao Governo Federal a margem que possibilita o aumento do Auxílio Brasil por mais tempo.

Número de usuários

Como dito, quando o Governo Federal começou a fazer os pagamentos do projeto em novembro, apenas 14,5 milhões de indivíduos estavam recebendo. Portanto, eram apenas as pessoas que estavam dentro do Bolsa Família desde outubro.

Essa lógica, aliás, não mudou agora. Neste momento, ainda de acordo com o Ministério da Cidadania, apenas os usuários que estavam no Bolsa Família é que estão podendo receber esse segundo pagamento. Ninguém mais conseguiu entrar.

A expectativa do Governo Federal, aliás, é conseguir mudar essa realidade ainda neste próximo mês de janeiro. Vai ser neste momento que eles estão pretendendo aumentar o número de usuários para cerca de 17 milhões de pessoas.

3.2/5 - (9 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

2 Comentários
  1. Rubem Tavares Paes Diz

    Os aposentados tem décimo

  2. Jáilison correia damasceno júnior Diz

    Auxilio emergêncial

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.