Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Aumento na conta de luz: O que mudou e quanto vou pagar? Entenda

A decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), afetará o valor da conta de luz.

A partir desta quinta-feira (1º), o valor da bandeira vermelha patamar 2 terá ampliação de 52%, passando de R$6,243 para R$9,49 por cada 100 kWh consumidos. A decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), afetará o valor da conta de luz.

A adesão a bandeiras nas contas de luz no país se dá pela geração de energia elétrica. Quando o índice está em condições favoráveis, é adotada a bandeira verde, que é livre de cobranças extras.

No entanto, quando a situação é mais complexa, a agência adota as bandeiras amarela, vermelha ou vermelha patamar 2, sendo esta a mais cara. A implementação dessas bandeiras varia de acordo com a gravidade do cenário.

Neste sentido, é certo informar que o Brasil está vivenciando a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, o que causou impactos grandiosos nos reservatórios das hidrelétricas. Em razão disso, houve a necessidade de ativar as usinas térmicas, que são produtoras de energia mais cara.

Em reunião, os diretores da Aneel disseram que o aumento foi “excepcional” e pode agravar.

“Há grande probabilidade de termos, no segundo semestre de 2021, cenários mais críticos do que os até aqui conhecidos”, disse Sandoval Feitosa, diretor da Aneel.

Aumento de 84%

Devido ao cenário de escassez, a equipe técnica da agência defendeu uma ampliação de 84% na bandeira vermelha patamar 2. Esse percentual elevaria a taxa para R$ 11,50 por cada 100kWh consumidos.

Entretanto, aplicar essa porcentagem implicaria uma mudança na metodologia de cálculo das bandeiras tarifárias. Sendo assim, a Aneel adotou um aumento menor e convocou a consultoria pública para reaver as alterações metodológicas.

Como ficam as bandeiras?

A Agência alterou apenas a bandeira mais cara, a vermelha patamar 2. As demais permanecem inalteradas. Veja a seguir:

  • Bandeira vermelha patamar 2: R$ 9,49;
  • Bandeira vermelha patamar 1: R$ 4,169;
  • Bandeira amarela: R$ 1,343;
  • Bandeira verde: sem cobrança extra.

Pela adesão da bandeira vermelha patamar 2, todos os brasileiros terão um acréscimo no valor na sua conta de energia.

Bandeiras não reduzem consumo

Especialistas afirmam que são necessárias campanhas de sensibilização para que os consumidores saibam a real razão do aumento de sua conta de energia.

“A população não está devidamente informada, mal sabe o que é bandeira tarifária. (Quando a conta vier mais alta), vai achar que é só mais um reajuste, sem saber direito o motivo. É preciso uma campanha de esclarecimento”, afirmou Dorel Ramos, professor da USP.

Veja também: 4ª parcela do auxílio emergencial não será a última para cadastrados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.