Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Aluguel de imóvel: tudo que você precisa saber antes de fechar contrato com a imobiliária

O aluguel é a opção de muitos brasileiros diante da dificuldade de financiar um imóvel, seja pelo valor da entrada, condições de pagamento ou parcelas altas. E com isso o aluguel pode vir também com mais uma burocracia: um contrato com uma imobiliária.

Você sabe como funciona a negociação com a imobiliária e como funciona os processos até o fechamento do contrato? Veja algumas dicas abaixo deste processo e não caia em armadilhas.

Aluguel de imóvel: 3 passos antes de fechar o contrato

1) Visite o imóvel antes de alugar

Esta é uma dica tanto para sua segurança antes de fechar o negócio, como também para não ter surpresas com a estrutura do imóvel.

A segurança de fechar o aluguel neste caso, tem pela razão de marcar a visita é uma certeza que de fato a pessoa tem acesso as chaves do imóvel, portanto de fato a negociação é verdadeira e não um golpe.

Outro ponto, é que as fotos nunca refletem a realidade por completo. As imagens sejam enviadas por aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, o então na internet, não mostram todos os detalhes e podem esconder problemas.

Por isso, peça sempre antes para realizar uma visita e verificar todas as condições do imóvel. Caso veja problemas, você pode negociar para incluir as melhorias com desconto no aluguel, por exemplo.

2) Separe os documentos

Antes mesmo de visitar um apartamento, você pode já deixar os documentos para o aluguel separado. Isso é importante principalmente para não perder sua vez na hora de alugar por falta de documentação.

A rotatividade dos imóveis e pessoas passando suas fichas para tentar aprovação é imprevisível, por isso, tenha alguns documentos padrões já separados, como:

  • RG
  • CPF
  • Certidão de nascimento ou casamento se solteiro
  • Conta de luz, água ou gás como comprovante de residência
  • Comprovante de renda (últimos três extratos bancários em caso de autônomos ou holerites em pessoas com carteira assinada);
  • Extrato de transferências ou recibo de pagamento caso more de aluguel

3) Fechando o contrato

  • A primeira dica aqui é: NÃO pague qualquer taxa para análise de documentação, a prática é ilegal. A lei do inquilinato 8.245/91 no seu artigo 22 e inciso VII explica justamente isso. Vejamos abaixo:

“Art. 22. O locador é obrigado a:

VII – pagar as taxas de administração imobiliária, se houver, e de intermediações, nestas compreendidas as despesas necessárias à aferição da idoneidade do pretendente ou de seu fiador;”

Por isso, apesar de ser uma prática comum das imobiliárias, saiba que a prática é abusiva. Se houver qualquer taxa, a reponsabilidade de pagar não é do inquilino, ou seja, a pessoa que vai morar na casa.

Fique atento em qualquer outra taxa, e pesquise na internet sua legalidade ou não. Muitas imobiliárias se aplicam de taxas abusivas e sem sentido.

Opções de garantia para fechar contrato:

  • Seguro fiança;
  • Depósito de três meses antecipados;
  • Fiador;

Uma outra opção sem seguro fiança ou depósito é o Quinto Andar.  Os imóveis podem ter algumas taxas mensais incluídas, mas uma vantagem é que todo o processo é feito online desde a negociação até envio de documentos e assinatura do contrato.

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.