Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

A Síndrome de Burnout entre estudantes

A Síndrome de Burnout é bem conhecida dentro dos ambientes de trabalho, mas se engana quem pensa que são apenas os indivíduos dentro do universo profissional que estão sujeitos a sofrer exaustão. O burnout também é conhecido como um estado de estresse crônico, o qual contribui para o esgotamento emocional e físico, algo que soa bastante familiar aos estudantes.

O esgotamento mental e físico pode desencadear uma espiral descendente no desempenho individual que afeta diretamente os estudos e, consequentemente, o desempenho nas provas. E, não surpreendentemente, os efeitos do esgotamento não param na porta da sala de aula.

Como a Síndrome de Burnout afeta a vida do estudante

O que muitos não sabem é que a Síndrome de Burnout pode afetar a vida do estudante emocionalmente e fisicamente.

Na parte física, a Síndrome de Burnout pode se manifestar com sintomas físicos, como: depressão, insônia, ansiedade, dores de cabeça, problemas gastrointestinais e dificuldade em se concentrar

Além dos sintomas físicos, a parte emocional e mental também fica afetada. É muito comum que a pessoa que está esgotada consuma mais álcool, se distancie de pessoas próximas e se sinta deprimida e sozinha. 

A Síndrome de Burnout não é inevitável

Você pode impedir e reverter a exaustão alterando a maneira de gerenciar seu tempo e cuidando da sua saúde mental e física de forma efetiva.

O mais importante é prevenir o surgimento dessa e outras doenças mentais. É muito recomendado o acompanhamento psicológico tanto para evitar como também para tratar, pois pode ajudar o paciente a desenvolver ferramentas emocionais para sair de eventuais crises. A psicoterapia a longo prazo consegue desenvolver o processo de conhecimento e reconhecimento das emoções, auto regulação e até a aprendizagem de relação consigo mesmo e com o outro.

Outros modos também muito efetivos na prevenção e na melhora do quadro de burnout e da qualidade de vida do indivíduo são: uma alimentação balanceada, prática de exercícios físicos, descanso, relaxamento e boas noites de sono.

Porém, é importante lembrar que o tratamento da Síndrome de Burnout deve ser indicado e acompanhado por profissionais adequados. Por isso, se você estiver se sentindo extremamente estressado(a) e esgotado(a), procure ajuda médica!

Dicas e recomendações

  • Separe um horário do dia para a prática de alguma atividade física de sua escolha, de preferência, escolha uma atividade que você goste de fazer;
  • Além do tempo para exercício físico, separe também um tempo para lazer ou relaxar, pois o ócio é muito importante!
  • Organize e avalie uma nova dinâmica para as suas atividades diárias;
  • Não deixe a vida social totalmente de lado;
  • Tente manter sua alimentação equilibrada;
  • Dê prioridade ao seu sono, estar descansado é uma chave para manter o nível de estresse controlado!
  • Não hesite em procurar ajuda profissional, a saúde emocional e mental é tão importante quanto a física.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.