Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

6 dicas para economizar energia com ar-condicionado

Atualmente, a intenção das empresas de eletros é trazer para o mercado um produto super tecnológico que gaste pouca energia. A estratégia prevê a chegada de novos clientes.

Para muitos brasileiros, inclusive para aqueles que moram em regiões em que as temperaturas costumam ser elevadas, o ar-condicionado é um produto indispensável. Todavia, com a alta nas cobranças nos últimos meses, surge a preocupação quanto ao consumo de energia.

Um fator positivo relacionado ao consumo de energia elétrica diz respeito ao avanço de tecnologias. Atualmente, a intenção das empresas de eletros é trazer para o mercado um produto super tecnológico que gaste pouca energia. A estratégia prevê a chegada de novos clientes.

Os modelos mais recentes dos ares-condicionados da TCL, por exemplo, prometem até 75% de economia em comparação com os mais antigos. A empresa justifica essa capacidade na automação do compressor segundo a necessidade do ambiente, o que evita picos de energia.

“Sempre buscamos trazer o que há de mais moderno a nível global para os nossos consumidores, e hoje temos no mercado modelos de última geração que entregam conforto para o usuário e ao mesmo tempo uma excelente eficiência energética, sem que haja surpresas com a conta de luz no final do mês”, disse Nikolas Corbacho, Gerente de Produtos da SEMP TCL.

Vale ressaltar que a empresa também divulgou algumas dicas que podem economizar energia na hora de usar o ar-condicionado. Confira a seguir.

Como economizar energia usando ar-condicionado?

  • Dica 1: Evite entrada de raios solares no ambiente climatizado;
  • Dica 2: Feche todas as portas e janelas;
  • Dica 3: Instale o compartimento externo do ar-condicionado em um ambiente arejado e sombreado;
  • Dica 4: Ajuste a temperatura para em torno de 23°C, sendo está a temperatura ideal para a saúde humana;
  • Dica 5: Mantenha os filtros de ar limpos, seguindo a indicação automática do próprio aparelho com o “Aviso de Limpeza de Filtro”;
  • Dica 6: Por fim, adquira o produto com tamanho ideal conforme o seu ambiente.

Tarifa Social de Energia vai dar até 100% de desconto

Os cidadãos brasileiros têm sofrido bastante com os aumentos constantes na conta de energia elétrica.

Todavia, aqueles que se encaixam na situação de baixa renda podem tentar entrar no programa Tarifa Social do Governo Federal. Há situações em que é possível o desconto de até 100% na fatura.

Quem tem direito a Tarifa Social de Energia?

Para ter direito ao benefício, as famílias precisam:

  • Estar inscritas ou ter seus dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Ter uma renda de até meio salário mínimo por pessoa ao mês;
  • Ter entre os integrantes do mesmo domicilio pessoas que receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Vale ressaltar que as famílias indígenas e quilombolas que estiverem inscritas no CadÚnico também poderão contar com o benefício. Para este grupo, o desconto poderá chegar até 100%, se o consumo mensal não ultrapassar 50kWh.

Como se cadastrar?

O responsável familiar pode se dirigir a uma agência da distribuidora de energia de seu estado, tendo em mãos documentos como RG, CPF e código de unidade consumidora. Além disso, será necessário informar o Número de Identificação Social (NIS) ou CadÚnco para comprovar o direito ao programa.

Nos casos das famílias que possuem algum membro que precisa obrigatoriamente do uso de aparelhos eletrônicos para suporte ou tratamento para a saúde, deverá ser apresentado um relatório médico.

Vale lembrar que recentemente o Governo Federal anunciou que estará incluindo as famílias que se encaixam nos critérios do programa automaticamente por meio do CadÚnico. Logo, os cidadãos saberão de mais informações.

Desconto da Tarifa Social de Energia Elétrica

A Tarifa Social de Energia Elétrica contempla atualmente mais de 24 milhões de famílias. Os descontos variam conforme o consumo mensal. Veja:

  • Até 30 kWh/mês: 65% de desconto;
  • De 31 kWh/mês até 100 kWh/mês: 40% de desconto;
  • De 101 kWh/mês até 220 kWh/mês: 10% de desconto;
  • Quilombolas que consumirem até 50 kWh/mês: 100% de desconto;
  • A partir de 221 kWh/mês: não há desconto.
5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.