Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

4 dicas para as empresas não perderem profissionais no trabalho remoto 

Um estudo da Microsoft aponta que 50% da força de trabalho global está considerando uma mudança de carreira já a partir de 2022. 

A pandemia desencadeou uma transformação no comportamento dos colaboradores, levando cerca de 640.000 funcionários do Reino Unido a deixar seus empregos neste ano, segundo uma pesquisa do Office for National Statistics.

Com as empresas constatando a eficiência do trabalho remoto e, por outro lado, os funcionários satisfeitos com esse formato, que reconhecidamente proporciona maior autonomia a eles, a decisão de ficar ou não em um emprego passa obrigatoriamente pela flexibilidade oferecida pela empresa.

A psicóloga e gerente de Relacionamento do Grupo Soulan, listou quatro dicas destinadas a empresas que não querem perder seus melhores talentos em 2022, sobretudo as que têm equipes em trabalho remoto. Acompanhe! 

Simplifique a integração remota 

Quase um terço dos novos contratados deixam as empresas nos primeiros seis meses, por isso é essencial eliminar qualquer problema potencial pela raiz, e algo que contribui bastante para isso é um bom programa de integração. 

Uma pesquisa da Glassdoor descobriu que as organizações que aprimoram seu processo de integração melhoram a retenção em 82% e a produtividade em 70%.

Cultive conexões significativas entre colegas de trabalho 

A pesquisa da Glassdoor mostra que mesmo uma interação significativa de 40 segundos se mostra positiva, podendo proteger contra a solidão e aumentar a conexão dentro das equipes. 

As interações sociais regulares melhoram não somente a retenção, mas a colaboração e a produtividade. 

Eventos e iniciativas sociais informais on-line dão aos funcionários a oportunidade de resolver problemas e se conectar com seus colegas e com a empresa em um nível mais profundo.

Gerencie proativamente o engajamento por meio do relacionamento funcionário-gerente 

Os níveis de engajamento podem variar em um ambiente de trabalho remoto, dependendo da personalidade dos indivíduos. 

Por exemplo, funcionários com alta conscienciosidade têm maior probabilidade de ter melhor desempenho no trabalho; eles também podem estar em maior risco de esgotamento por causa das tarefas extras que assumiram. 

Cultive o relacionamento entre o funcionário e o gerente por meio de check-ins regulares para garantir que os problemas sejam resolvidos rapidamente e o engajamento permaneça alto.

Desenvolva sua equipe 

Trabalhar em casa, especialmente quando confrontado com desafios além do seu controle, como os efeitos da pandemia, pode corroer a resiliência e o senso de eficácia das pessoas. 

Certifique-se de que os integrantes de suas equipes mantenham um senso de domínio, dando-lhes o nível certo de responsabilidade e oportunidades para aprimorar seu conjunto de habilidades. 

O desenvolvimento de carreira é crucial para reter funcionários a longo prazo, portanto reveja as trilhas de carreira regularmente em reuniões individuais com gerentes de linha para minimizar a rotatividade de funcionários.

Também lembre-se sempre de que a tecnologia tem sido uma grande aliada dos profissionais de RH. 

Então, se você está buscando implementar projetos de retenção em sua empresa, utilize as ferramentas de análise psicométricas e comportamentais, assim poderá entender melhor o perfil de cada profissional da equipe. Isso facilita o desenvolvimento de projetos de valorização e o reconhecimento das equipes.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Soulan.

E então, gostou das dicas? Não deixe de ler também – Empreendedorismo: as estratégias na gestão operacional

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.