Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Whatsapp: Saiba o que é o “Trava Zap” e como resolver o problema

A ação é chamada de “Trava Zap” e pode ser realizada por usuários que acham a situação engraçada.

Enviar uma determinada sequência de códigos em massa pelo WhatsApp pode travar o dispositivo que está recebendo essas mensagens. A ação é chamada de “Trava Zap” e pode ser realizada por usuários que acham a situação engraçada.

Veja também: WhatsApp libera tradução de expressões em inglês

Como resolver o “Trava Zap”?

O usuário pode reiniciar o aparelho ou desinstalando o programa e reinstalando novamente. Porém, antes de desinstalar o aplicativo é preciso se certificar de que o backup foi realizado, caso contrário, pode acarretar a perda do histórico de mensagens e outros dados importantes.

Mandar “Trava Zap” é considerado crime

O “Trava Zap” tem sido um grande problema para aparelhos iOS, Android e MIUI, além de outras versões mais antigas. Devido a isto, foi criada a lei nº 14.155/2021 com pena de até oito anos de prisão para quem enviar o Trava Zap.

Segundo o site americano TechRadar, especialista em privacidade digital Ray Walsh, o “Trava Zap” foi possivelmente originado no Brasil, e posteriormente foi disseminado.

A advogada Carla Rahal Benedetti, do escritório Viseu Advogados, ressalta que mandar Trava Zap pode ser considerado um crime cibernético. Isso porque, o seu intuito é danificar o aplicativo ou o celular, e ainda incomodar uma pessoa, podendo ser caracterizado como crime contra honra ou cyberbullying.

WhatsApp bloqueado em alguns aparelhos

No início deste mês, o WhatsApp, principal aplicativo de mensagens do país, deixou funcionar em alguns aparelhos, inclusive aqueles com sistema operacional Android 4.0.4 e versões mais antigas.

O bloqueio já vinha sendo anunciado pelo próprio site do aplicativo. “A partir do dia 1º de novembro de 2021, o WhatsApp não será mais compatível com aparelhos Android com o sistema operacional 4.0.4 e versões anteriores”, disse o aviso.

Para que os usuários continuem tendo acesso ao aplicativo de mensagens, será necessário atualizar o sistema do celular para uma versão mais recente ou trocar de dispositivo. Veja quais aparelhos ainda podem operar a plataforma.

  • Celulares com Android 4.1 e mais recentes;
  • iPhones com iOS 10 e mais recentes;
  • Alguns modelos com KaiOS 2.5.1 e mais recentes.

Segundo o WhatsApp, a falta de operação do aplicativo nos respetivos sistemas é justificada pela atualização e verificação de uso. Sendo assim, com o lançamento e utilização de celulares mais novos, o sistema deixa de ser compatível em aparelhos com menos usuários.

“É uma prática padrão para empresas de tecnologia não manter o suporte para modelos de hardware e software mais antigos e cada vez menores, por tempo indeterminado, a fim de usar esses recursos para oferecer suporte a sistemas operacionais novos e em crescimento”, afirmou o WhatsApp.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.