Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Veja como calcular o valor do IPVA 2022 de seu veículo

O IPVA é um tributo estadual, que pode variar de preço conforme a unidade federativa, que definem suas próprias regras e alíquotas de pagamento.

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode pesar mais no bolso dos condutores em 2022. Isso porque, os veículos novos e seminovos estão sendo valorizados com um acréscimo de até 30%.

Veja também: CNH Industrial recebe inscrições para programa de estágio

O IPVA é um tributo estadual, que pode variar de preço conforme a unidade federativa, que definem suas próprias regras e alíquotas de pagamento. Além disso, o valor da cobrança também é influenciado pelo preço do carro no mercado, baseado nos dados da Tabela Fipe.

Como calcular o IPVA 2022?

Antes de qualquer coisa, é necessário considerar a alíquota cobrada no seu estado e depois o valor de venda do veículo. Veja o exemplo a seguir:

  • Um automóvel no valor de R$ 80 mil segundo a tabela Fipe, licenciado no estado de Minas Gerais terá o Imposto no seguinte valor: 80.000 (valor do veículo na Fipe) x 4% (alíquota do estado de MG) = R$ 3.200.

Veja como consultar o preço do seu carro na tabela Fipe:

  1. Acesse o site da Fipe;
  2. Vá na opção “CONSULTA DE CARROS E UTILITÁRIOS PEQUENOS”; e
  3. Informe a marca, modelo e o ano do seu veículo

Confira a alíquota do IPVA de cada estado

  • Alíquota de 4% é cobrada em: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais;
  • Alíquota de 3,75% é cobrada em: Goiás;
  • Alíquota de 3,5% é cobrada em: Mato Grosso do Sul, Paraná, Distrito Federal;
  • Alíquota de 3% é cobrada em: Alagoas, Amazonas, Amapá, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima;
  • Alíquota de 2,5% é cobrada em: Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Sergipe;
  • Alíquota de 2% é cobrada em: Mato Grosso, Espirito Santo, Acre, Rondônia, Santa Catarina, Tocantins.

Contudo, a cobrança do tributo é isentada dependendo do ano de fabricação do veículo. Essa regra também é particular de cada estado.

Saiba como receber isenção do IPVA 2022

Atenção, brasileiros. Os proprietários de veículos já começam a se preocupar com o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 2022. Por conta disso, já existem os questionamentos no que diz respeito a isenção do valor do tributo. É possível?

Inicialmente, é importante lembrar que os automóveis, tanto os novos quanto os seminovos, estão sendo valorizados recebendo um acréscimo em seu valor.

O cálculo do IPVA é realizado conforme o preço do carro no mercado automobilístico mais a taxa cobrada pelo Departamento Estadual de Transito (DETRAN). Essas taxas podem variar entre 1% e 4% sobre o valor do veículo.

No entanto, em alguns estados brasileiros existem regras que permitem a isenção de IPVA, segundo o ano de fabricação do automóvel. Desta forma, enquanto alguns condutores terão que desembolsar um valor maior no IPVA, outros ficarão isentos do tributo.

Isenção do IPVA

O Detran determina a isenção do IPVA para carros com 10 ou 20 anos de fabricação. Veja a seguir a relação de cada estado:

  • Acre, Alagoas, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná: Isenção de IPVA em 2022 para veículos com 20 anos ou mais, ou fabricação antes de 2002.
  • Amapá e Rio Grande do Norte: Isenção de IPVA em 2022 para veículos com 10 anos ou mais, ou fabricação antes de 2010.
  • Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e Tocantins: Isenção de IPVA em 2022 para veículos com 15 anos ou mais, ou fabricados antes de 2007.
  • Mato Grosso: Isenção de IPVA em 2022 para veículos com 18 anos ou mais, ou fabricação antes de 2004.
  • Minas Gerais: Somente carros com placa preta são isentos do imposto.
  • Pernambuco e Santa Catarina: Isenção de IPVA em 2022 para veículos com 30 anos ou mais, ou fabricação antes de 1992.
  • Roraima: Veículos agrícolas, motos de até 160 cilindradas, táxis, veículos de PcD e ambulâncias são isentos do tributo.

Vale ressaltar que algumas doenças também podem ser motivo de isenção do IPVA. Entretanto, nesses casos o veículo deve estar adaptado conforme o comorbidade do proprietário, caso seja regra obrigatória. Confira quais são as doenças:

  • Alguns tipos de câncer;
  • Amputações;
  • Artrite Reumatóide;
  • Artrodese;
  • Artrose;
  • Autismo;
  • AVC;
  • AVE (Acidente Vascular Encefálico);
  • Deficiência Mental;
  • Deficiência Visual;
  • Doenças Degenerativas;
  • Doenças Neurológicas;
  • Encurtamento de membros e más formações;
  • Esclerose Múltipla;
  • Escoliose Acentuada;
  • LER (Lesão por esforço repetitivo);
  • Lesões com sequelas físicas;
  • Linfomas;
  • Manguito rotador;
  • Mastectomia (retirada de mama);
  • Nanismo (baixa estatura);
  • Neuropatias diabéticas;
  • Paralisia Cerebral;
  • Paraplegia;
  • Parkinson;
  • Poliomielite;
  • Problemas na coluna;
  • Próteses internas e externas, exemplo: joelho, quadril, coluna, etc;
  • Quadrantectomia (Relacionada a câncer de mama);
  • Renal Crônico com uso de (fístula);
  • Síndrome do Túnel do Carpo;
  • Talidomida;
  • Tendinite Crônica;
  • Tetraparesia;
Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.