Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Veja algumas dicas para aproveitar os benefícios do cartão de crédito

O cartão de crédito é uma das principais ferramentas utilizadas pela população brasileira, contudo ao gastar mais do que se consegue ganhar, muitos brasileiros caem no cenário de inadimplência. A má gestão dos gastos no crédito e o atraso no pagamento das faturas levam muitos brasileiros a pagarem juros elevados e, em muitos casos, até sujarem o nome.

De acordo dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC), no Brasil, endividamento atinge 77,7% das famílias, este é o maior patamar visto em 12 anos. Sendo que, 87% delas contraíram essas dívidas por meio do uso do cartão de crédito.

Segundo Rejane Tamoto, planejadora financeira pela Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar), a culpa do número de endividamentos não é do produto e sim da forma como as pessoas o utilizam. Segundo ela, a maioria dos usuários realmente não tem a organização financeira necessária para a utilização da opção de crédito. Veja a seguir algumas dicas para ter um maior controle do seu cartão de crédito.

Passe todas as transações no crédito.

Rosangela Boos, coordenadora de cartões e adquirência da Central Ailos, aconselha que todas as transações sejam realizadas no crédito. “Dessa forma, você pode acumular mais pontos e trocar por milhas”, diz.

Além disso, poucas pessoas sabem, mas é possível pagar contas do dia a dia, como de água e luz, com o cartão de crédito, informa Rodrigo Góes. Segundo ele, isso ainda ajuda no gerenciamento do orçamento, já que o consumidor concentrará todas as contas em uma mesma data de pagamento.

Também é importante ficar atento a clubes de fidelidade que beneficiam os compradores com milhas extras ou cashbacks por gastarem através do link parceiro do programa. “A parceria visa oferecer mais vantagem para promover a fidelidade do consumidor e o preço continua o mesmo. Por isso, antes de comprar qualquer item, pesquise o valor nos sites parceiros”, aconselha Góes.

Deve-se lembrar também de não transferir as milhas sem bônus. De acordo com Rodrigo Góes, o “pulo do gato”, está na hora de transferir as milhas para os programas e convertê-los em viagens ou renda-extra.

Indica-se que nunca seja feito de 1 para 1. Ou seja: sem ganhar nenhuma bonificação. Isso porque promoções que oferecem milhas extras ocorrem com frequência, basta se planejar, ser estratégico e, com isso, aumentar seu acúmulo sem precisar desembolsar um centavo a mais para isso.

Escolher o melhor cartão de crédito

De acordo com Rosangela Boos, a maioria dos cartões oferecem vantagens e benefícios, mas é necessário direcionar os seus pontos com base em suas necessidades. Não adianta, por exemplo, escolher um cartão que tem parceria com companhias aéreas, se você não gostar de viajar.

Rodrigo Góes acrescenta que, no momento da escolha, nem sempre anuidade é ruim. “Existem cartões que pontuam 1,5 vezes e que possuem anuidade, e muitas pessoas acham que por isso eles são ruins. Não necessariamente”, diz o educador financeiro. Góes informa que muitas vezes só as vantagens em si já compensam o custo. Além disso, dependendo do seu gasto, é possível que fique isento da taxa.

É importante também, lembrar de ter o cartão de crédito apenas pelo tempo que for útil para você. “Conheço muitas pessoas que possuem cartões ruins, que não fazem sentido e não possuem vantagens, mas pelo ‘costume’ continuam usando. No entanto, esse costume pode sair bem caro”, finaliza o especialista em educação financeira.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.