Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Usuários pedem solução para quem vai ficar sem Auxílio Emergencial

Nas redes sociais, muita gente está pedindo para que o Governo crie uma solução para quem vai perder Auxílio Emergencial

O Governo Federal está pagando neste exato momento a última parcela do Auxílio Emergencial. O programa deve chegar ao fim dentro de mais alguns dias e pelo menos até aqui, não há uma solução para as pessoas que deixarão de receber o benefício. Muita gente está cobrando respostas.

Há pouco mais de duas semanas o Ministro da Cidadania, João Roma falou sobre o assunto. Ele admitiu que algo em torno de 25 milhões de pessoas iriam ficar sem nenhum tipo de benefício a partir do próximo mês de novembro. Isso vai acontecer justamente porque já se sabe que o novo Bolsa Família não tem espaço para todo mundo.

Quando o Ministro disse isso, ele prometeu também que o Governo iria procurar uma maneira de ajudar essas pessoas a partir de novembro. Naquela situação, o que se esperava que aconteceria era uma prorrogação do Auxílio Emergencial. Só que esta solução já foi descartada pelo Governo Federal.

E quem disse isso foi o próprio Ministro João Roma. Em declaração ainda na noite desta quarta-feira (20), ele admitiu que o Auxílio Emergencial vai mesmo chegar ao fim agora no final de outubro. Então, por essa lógica, esses 25 milhões que hoje recebem alguma ajuda do Governo ficarão sem nada dentro de mais algumas semanas.

Não se sabe ao certo se o poder executivo segue pensando em alguma possibilidade de proteger essas pessoas pelo menos durante um período de tempo. Até aqui, no entanto, as informações de bastidores dão conta de que o mais provável é que elas passem a ficar sem nada no momento.

Argumento

A decisão por não prorrogar o Auxílio Emergencial aconteceu por causa de uma série de argumentos. Talvez o maior deles seja mesmo a questão das contas públicas. Existia um medo de que isso pudesse furar o teto de gastos.

Mas não é só isso. Aliados do Ministro da Economia, Paulo Guedes, apontam também para o aumento de vagas para informais como um motivo para não prorrogar o Auxílio Emergencial. Eles acreditam que a situação da economia está melhorando.

Boa parte dos cidadãos não concorda com essa afirmação. Muita gente ainda está reclamando da situação do aumento do custo de vida no Brasil. Itens como o botijão de gás, a cesta básica, a conta de luz e até a gasolina estão mais caros.

Possíveis soluções para fim do Auxílio

Para tentar ajudar esses 25 milhões que irão ficar sem auxílio, parte do Governo ainda tenta criar um novo programa. Isso, no entanto, é muito improvável de acontecer. Pelo menos é isso o que dizem as informações de bastidores.

Além disso, tem muita gente dentro do Governo Federal que afirma que é preciso criar um programa para acelerar a criação de empregos. A ideia é fazer com que esses usuários consigam trabalhar e conseguir as suas próprias rendas.

O Ministério do Trabalho e Previdência, que está sendo conduzido por Onyx Lorenzoni neste momento, está com uma série de propostas sobre esse assunto. O problema é que pelo menos até aqui nenhuma delas saiu de fato do papel.

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

3 Comentários
  1. Vilma Pinto Diz

    Gostaria de saber se a equipe que se dizem estar com o Presidente Jair Bolsonaro,estão despostosa aceitar que Ele não seja Reeleito,pq a partir do momento que a População ficar sem receber a Prorrogação do Auxílio Emergêncial previsto para o último mês,com Certeza, o Nosso Presidente irar ser Retirado do Cargo,aí Todos irão ter que Aceitar Lula para Presidente, pq será isso que vai acontecer.

  2. Valéria Diz

    Porque ao invés de aumentar o valor do bolsa família para $400,00 o governo não passou a pagar um valor único de $300,00 pra todos que estavam recebendo o auxílio emergencial, ao meu ver seria mais Justo com o povo, é muita pilantra ajudar somente o povo do bolsa família.😠😠😠

  3. MARIA da Conceição Sant Ana Batista Diz

    Sinceramente não sei o que fazer, moro sozinha e estou passando por um momento muito triste, já que não vou ter os 150,00 reais mais, não consigo Trabalho,nunca pensei em passar por isso essa pandemia eu perdi meu emprego, já estou com 63 anos será que vou ter direito de receber o auxílio Brasil?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.