Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Onyx Lorenzoni fala sobre prorrogação do Auxílio Emergencial e aumento do Bolsa Família

O ministro chefe da Secretaria Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, confirmou nesta quinta-feira, dia 24 de junho, que o Auxílio Emergencial terá extensão. Contudo, o mesmo não informou se os valores pagos por meio das novas parcelas sofrerão algum tipo de aumento ou reajuste. 

Nesse sentido, há aproximadamente 10 dias, o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia relatado sobre a possibilidade de o benefício se prorrogar por mais três meses. Assim, o programa teria os mesmos valores do benefício pago em 2021, ou seja, de R$ 150 a R$ 375. 

“Dentro do governo, a decisão está amadurecida para prorrogação. A economia termina lá seus cálculos e falta a Casa Civil, junto com o presidente, determinar a data em que isso vai ser enviado ou vai ser prorrogado. Eu agora desconheço se vai ser por decreto ou por medida provisória”, afirmou o ministro durante entrevista ao cedida Programa do Datena, da Rede da Bandeirantes de Televisão. 

Ademais, a atual etapa do Auxílio Emergencial teve o início de seu pagamento em abril deste ano, através de quatro parcelas, que deveriam se encerrar no mês de julho. Contudo, com o acréscimo das três novas parcelas o benefício terá previsão de encerramento para outubro de 2021.

Aumento do Programa Bolsa Família

Indo adiante, ao tratar da possível reformulação do Programa Bolsa Família, que o Governo vem analisando, o ministro Onyx Lorenzoni afirmou que o aumento dos valores pagos pelo benefício deverão acontecer. Atualmente, o valor de cada benefício é de R$ 41, sendo que cada grupo familiar pode acumular o recebimento de até cinco cotas, chegando à quantia total de R$ 205. 

“O Bolsa, sim, vai ter aumento, mas como eu não estou mais lá (no Ministério da Cidadania), eu não posso falar”, afirmou ele. Dessa forma, é importante lembrar que Onyx foi ministro da Cidadania entre fevereiro de 2020 e fevereiro de 2021, quando teve nomeação para na Secretaria Geral. 

Assim, o Governo vem analisando desde o ano passado uma possível alteração do Programa Bolsa Família. Dessa forma, o objetivo é de inserir as marcas do presidente Jair Bolsonaro no benefício, que teve criação pelo PT e vem sendo mantido por todos os governos anteriores.

Extensão do Auxílio Emergencial 2021: Confira as possíveis datas de pagamentos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou a renovação do Auxílio Emergencial por mais três meses, indo até outubro de 2021. A alta cúpula do Governo atual já demonstrava indícios sobre a possível extensão. Esta, por sua vez, que só dependia do aval do presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica. 

Além disso, segundo o chefe da pasta econômica, haverá o crédito de mais três parcelas aos participantes do benefício. Assim, a intenção do Governo Federal é de encerrar o auxílio quando a vacinação adulta do país tiver total conclusão.

Como será a prorrogação do Auxílio Emergencial?

A prorrogação do Auxílio Emergencial deve trazer algumas modificações no calendário de pagamentos do programa. Isto porque ela contará com a inclusão da quinta, sexta e sétima parcela. No entanto, o valor pago aos participantes no benefício deverá continuar o mesmo que o Governo Federal pagou durante o ano de 2021. 

Ademais, com separação por categorias que levam em consideração a constituição familiar de cada participante, a quantia continuará apresentando os valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375. 

Dessa forma, a intenção do ministro Paulo Guedes é de realizar o pagamento das três parcelas complementares do auxílio e, logo depois, promover o lançamento do Novo Programa Bolsa Família. Este, então, deverá ter lançamento no final de 2021. Nesse sentido, o Governo Federal deve modificar durante os próximos dias a Medida Provisória que regulamentará as alterações no Auxílio Emergencial.

Qual os valores das novas parcelas do benefício?

A quantia não deverá sofrer nenhuma alteração, a única mudança é o acréscimo de mais três parcelas que se direcionarão aos beneficiários aptos para seu recebimento. Com isso, os valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375 permanecem. Confira a divisão abaixo: 

  • Para as pessoas que moram sozinhas, R$ 150.
  • Às famílias que possuem mais de uma pessoa e não são chefiadas por mulheres, R$ 250.
  • Para mulheres provedoras de família monoparental, ou seja, mães chefes de família, R$ 375.

Quem possui direito às novas parcelas do Auxílio Emergencial?

Terão acesso às novas parcelas do auxílio somente o público que já tinha a inscrição no benefício desde o ano passado. Isto acontece pois é expressamente proibida a entrada de novos usuários.

Nesse sentido, desde que o processo de pagamento das parcelas teve início em 2021, o Governo Federal utiliza as mesmas informações presentes na base de dados do ano de 2020. Isto é, ano em que o Auxílio Emergencial teve criação. Portanto, só terão acesso às parcelas da extensão os beneficiários que já receberam as quatro parcelas deste ano. Assim, a regra de manter os mesmos participantes permanece.

No geral, então, os trabalhadores informais com inscrição no CadÚnico e participantes do Bolsa Família podem receber o benefício assistencial. Além disso, também é necessário possuir mais de 18 anos, exceto no caso de mães adolescentes. Por fim, exige-se que o beneficiário não possua nenhum vínculo formal empregatício ou participe de algum outro programa de transferência de renda.

Como fica o calendário de pagamentos das próximas parcelas

O Governo Federal ainda não divulgou o calendário com as datas de depósitos das novas parcelas. No entanto, é possível realizar uma previsão sobre as datas de pagamentos que se direcionarão aos participantes do Programa Bolsa Família.

Como este grupo possui calendário distinto dos demais participantes, é possível realizar uma estimativa sobre as datas de recebimento da quantia. Isto porque ele se organiza através do último dígito do NIS (número de identificação social).

Dessa forma, normalmente, o público geral recebe logo após de cada data do beneficiário participante do Bolsa Família. Contudo, eles podem ter a antecipação dos valores, fato que não ocorre com os integrantes do Bolsa Família. 

 

NIS (Final) 

5ª parcela 

6ª parcela 

7ª parcela 

1 

18 de agosto 

17 de setembro 

18 de outubro 

2 

19 de agosto 

20 de setembro 

19 de outubro 

3 

20 de agosto 

21 de setembro 

20 de outubro 

4 

23 de agosto 

22 de setembro 

21 de outubro 

5 

24 de agosto 

23 de setembro 

22 de outubro 

6 

25 de agosto 

24 de setembro 

25 de outubro 

7 

26 de agosto 

27 de setembro 

26 de outubro 

8 

27 de agosto 

28 de setembro 

27 de outubro 

9 

30 de agosto 

29 de setembro 

28 de outubro 

0 

31 de agosto 

30 de setembro 

29 de outubro 

5 Comentários
  1. FRANCIELLE APARECIDA DE OLIVEIRA Diz

    Gostaria de saber porq vcs não faz uma matéria explicando pras mães vê milhares de cidadoes o pq q bloquearam o auxílio
    E ainda deram prazo pra contestar e essas pessoas não conseguem liga no 121 nem completa procura notícias na mídia nenhuma liga no 111 diz q não tem parcela liberada pro CPF informado
    Absurdo esses governos
    Eu tenho 4 filhos nunca fui atrás de nenhum meio de auxílio do governo
    Nem cadastro único eu tenho e o único q estava ajudando a colocar comida prós meus filhos eles vão e bloqueia só queremos uma resposta diguina

  2. Debora Cristina Xavier Fausto Diz

    Precisamos notícias sobre as mães solteiras que foram bloqueadas o porque disto. Não sai nenhuma notícia ?

  3. Mônica Angela de Paula Moreira Diz

    Desculpa de 2021 foi só ele

  4. Mônica Angela de Paula Moreira Diz

    Boa noite gostaria de saber saber se vou ter direito neste novo pagamento do auxílio emergencial por eu ter sido casada meu cônjuge me abandonou e ficou com o recebimento do auxílio emergencial de 2021 eu pego reciclagens para poder sobreviver em 2020 nois 2 recebemos o auxílio emergencial mas este de 2020 foi só ele

  5. Luis Cláudio Moura Moura Diz

    Olá eu sou beneficiário do bolsa família

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.