Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Transações do PIX poderão ser realizadas off-line; confira

Atualmente, os serviços disponibilizados pelo PIX só podem ser utilizados com acesso à internet.

O Banco Central planeja lançar em breve um cartão físico para que os usuários do PIX possam fazer as transações sem estar conectado à internet. A informação foi divulgada pelo presidente da instituição, Roberto Campos Neto.

Atualmente, os serviços disponibilizados pelo PIX só podem ser utilizados com acesso à internet. Roberto disse ainda, que a melhor maneira de possibilitar o pagamento através do PIX de forma off-line é com o uso de um cartão físico na função de aproximação.

“Basicamente em algum momento vai ter um cartão Pix. Você vai aproximar do seu celular, você vai transferir dinheiro online para o off-line no cartão. Vai funcionar como um cartão de ônibus, uma tecnologia supersegura. Você vai poder usar o cartão no mundo off-line, quando você voltar no mundo online, vai poder transferir seu saldo de volta”, declarou o presidente do BC, sem entrar em detalhes.

Além disso, o executivo ressaltou a conversa que teve com representantes do governo italiano, para sondar a possibilidade de implantar um “PIX Internacional”. Esta medida permitiria pagamentos e transferências em outros países, sendo a Itália a pioneira.

A instituição também informou, que o PIX off-line poderá permitir que um usuário sem conexão à internet realize uma operação. Segundo informações, a ferramenta ainda está em fase de desenvolvimento.

“Há uma ampla gama de tecnologias que podem ser adotadas para a iniciação de um Pix off-line, o cartão é uma delas. O BC está em fase de estudo dessas tecnologias no escopo da agenda evolutiva e oportunamente divulgará as especificações estabelecidas”, esclareceu o BC em nota.

Conforme a projeção de lançamento do Banco Central, a utilização do PIX off-line pode ser implementada no quarto trimestre desse ano. Porém, antes dessa novidade, o BC deve lançar o PIX Saque e o PIX Troco.

Novos recursos do PIX

  • PIX Saque

Esta modalidade permitirá que o usuário realize saques diretamente do PIX. Para isto, ele vai precisar fazer o login em sua conta bancária no celular e apontar a câmera do dispositivo para o QR do estabelecimento.

Na sequência, ele deve escolher o valor que deseja resgatar e confirmar a transação. No fim, ele terá o valor do PIX em mãos, por meio do pagamento no estabelecimento.

  • PIX Troco

Nesta modalidade, o saque dependerá da compra de algum produto na loja. Na hora de pagar a conta, o usuário deve transferir um valor maior que o produto pelo PIX. Neste sentido, ele receberá o troco em notas fiscais.

Segundo o BC, os comerciantes determinarão as regras dos novos serviços. Desta forma, caberá a eles escolher quais dias os novos serviços vão operar, quais serviços vão aderir e o funcionamento do saque.

Cobrança do PIX

Por fim, o Banco Central planeja cobrar uma certa tarifa para as transações do PIX saque e troco. Para cada modalidade, teria um limite de quatro operações mensais, limitando os saques em até R$ 500 por dia.

Passando dessas condições, caso o usuário deseja fazer mais do que quatro transações no mês, será cobrado uma taxa. O valor será determinado pelo banco responsável pela operação.

Veja também: Auxílio Emergencial 2021: Antecipação da 4ª parcela

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.