Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (50 votes)

Site do auxílio emergencial volta a ficar disponível após muito tempo

De acordo com o Ministério da Cidadania, site oficial da devolução do Auxílio Emergencial voltou ao ar depois de quase um mês

O site oficial da devolução do dinheiro do Auxílio Emergencial voltou ao ar depois de quase um mês em manutenção. De acordo com as informações oficiais, o endereço estava sem utilização desde o último dia 7 de outubro. Os problemas estavam acontecendo justamente em um momento de exigência de devolução da quantia.

Veja também: NOVO Auxílio Brasil pode chegar a R$ 600 

No último dia 5 de outubro deste ano, o Governo Federal enviou mensagens para cerca de 627 mil brasileiros. São pessoas que tinham recebido o dinheiro do Auxílio Emergencial de forma indevida. Por isso, elas deveriam devolver a quantia. Para isso, elas precisavam usar justamente esse site oficial da devolução.

É por esse endereço da web que os usuários podem inserir os seus dados pessoais. Logo depois eles geram uma GRU e podem pagar esse documento em qualquer banco. O problema é que apenas dois dias depois dessa cobrança, o site saiu do ar. Foram 28 dias até que a situação fosse resolvida por completo.

Neste meio tempo quem tentou entrar no site oficial do programa acabou tendo problemas. Eles apenas viram uma mensagem informando que o endereço estava em manutenção. Nada além disso. Mesmo depois de tantas matérias saindo na mídia sobre o caso, e de toda a repercussão nas redes sociais, a situação persistia.

Nesta quarta-feira (3), no entanto, o problema passou por uma resolução e o site voltou ao ar. O Ministério da Cidadania, que é responsável por esta área, não informou qual teria sido o motivo de o endereço ter passado tanto tempo fora do ar. Apenas disseram que ele tinha retornado. Agora os cidadãos podem voltar a emitir a GRU.

Problemas técnicos

Essa não é, no entanto, a primeira vez que o Ministério da Cidadania, está tendo que explicar problemas técnicos com meios digitais que possuem relação com o Auxílio Emergencial. Isso também costuma acontecer com o aplicativo Caixa Tem.

Para quem não sabe, esse é o app que permite que o cidadão movimente o dinheiro do Auxílio Emergencial. Para os informais, aliás, ele costuma ser ainda mais importante porque para muitos deles ele é a única ferramenta disponível para fazer isso.

O Ministério da Cidadania costuma dizer que os indivíduos que estão tendo problemas com o Caixa Tem precisam avisar isso para a Caixa Econômica Federal para que eles consigam resolver o impasse para essas pessoas.

Auxílio Emergencial

Vale lembrar que esses problemas técnicos que envolvem o Auxílio Emergencial estão prestes a desaparecer. Mas não porque o Governo vai melhorar sua equipe técnica, e sim porque o programa vai mesmo chegar ao fim.

De acordo com o calendário oficial do benefício, o último repasse do projeto aconteceu oficialmente ainda no último domingo (31) para os informais que nasceram no mês de janeiro. Agora, eles estão seguindo com as últimas liberações dos saques.

Dentro do Palácio do Planalto, existe uma ala que está tentando conseguir uma prorrogação do Auxílio por mais alguns meses. No entanto, depois da aprovação da PEC dos Precatórios, as chances de que isso aconteça diminuíram.

4/5 - (50 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. Maria Cláudia Sá Barreto Alves dos Santos Diz

    E bom que vote o alxilio porque muita gente precisa dessa ajuda eu fiquei triste quando eu sobe que ia acabar e pouco sim mas ajuda muito quem não tem em nome de Jesus vai votar e eu preciso muito muito mesmo

  2. Fernando Rosas Diz

    EM FALAR EM DEVOLUÇÃO, VCS É QUE TEM QUE ME ENVIAR, R$ 100,00 REAIS EM CADA PRESTAÇÃO DE R$ 150 REAIS QUE RECEBI. NÃO SEI QUE PORRA DE DESCULPAS QUE IRÃO ME DAR, PORQUE RECEBI SE SOU CASADO, MULHER MAIS DOIS FILHOS. VCS SAO UNS FDP, EXCOMUNGADOS.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.