Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Senado aprova PL que ampliará acesso à internet nas escolas

O Senado aprovou nesta quinta-feira (19) um projeto de lei (PL) que prevê a destinação de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para desenvolvimento de tecnologias de comunicação em zonas rurais e zonas urbanas, em cidades mais carentes. Assim, o PL destina parte dos recursos do Fundo para a ampliação do acesso à internet banda larga nas escolas.

Além disso, o texto do projeto indica ainda a possibilidade de uso de recursos do Fust por parte da União, estados e municípios, para colocar em prática os programas e as ações de transformação digital dos serviços públicos. Uma vez aprovado, o PL relatado pelo senador Diego Tavares (PP-PB) deve passar pela sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Sobre o Fust

Conforme relatado por Tavares, os recursos do Fust não têm sido usados para os fins para o qual o Fundo se destina. Nesse sentido, um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) mostrou que entre 2001 e 2016 a arrecadação chegou a R$ 20,5 bilhões. No entanto, apenas R$ 341 mil foi para a universalização dos serviços de telecomunicações, foco da criação do Fust. O montante corresponde a menos de 0,002% dos recursos obtidos.

Criado em agosto de 2000, o Fust foi pensado para a ampliação do acesso à telefonia fixa. No entanto, com a popularização dos telefones móveis, esse recurso se tornou obsoleto. Durante a discussão do PL, o senador Confúcio Moura (MDB-RO) afirmou que o fundo “tem um dinheiro importante, mas que ninguém consegue empenhar nada, aplicar nada, há muitos anos”. De modo que os recursos do Fust devem passar por redirecionamento, no qual o PL insere a ampliação do acesso à internet nas escolas.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

As informações são da Agência Brasil.

Veja também 5 livros para ler no mês da Consciência Negra.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.