Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Saldo do FGTS pode reduzir o valor do financiamento da primeira casa própria

Trabalhadores que desejam comprar sua casa própria podem utilizar o seu saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para dá entrada no financiamento do imóvel. A regra é recente, válida desde o mês de agosto deste ano.

Conforme a regulamentação, a utilização do saldo só será viável caso o pagamento das parcelas seja através do Sistema Financeiro da Habitação. O SFH possui uma margem de juros de 12% ao ano.

Veja também: Conselho do FGTS aprovou recurso bilionário para construção de obras até 2025

Regra de financiamento com ajuda do FGTS

De acordo com a regra, os recursos do fundo só podem ser utilizados se o financiamento for do primeiro imóvel, tendo ele valor máximo de R$ 1,5 milhão. É obrigatório que o trabalhador esteja com a conta ativa no FGTS há, pelos menos, três anos.

Para ter acesso ao empréstimo no SFI, o trabalhador pode utilizar o saldo da conta do fundo de garantia para abater o saldo, podendo ser até 80% da prestação em 12 meses consecutivos.

No entanto, em caso de descontos no valor do imóvel, o banco responsável pelo recebimento do financiamento deve incluir o valor no saldo devedor, para que a quantia de desconto do FGTS seja devolvida.

Quem pode utilizar o FGTS no financiamento?

Em suma, para que o trabalhador consiga utilizar o saldo do FGTS, é necessário cumprir as condições determinadas pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia e Manual de Moradia Própria publicado pelo Agente Operador do Fundo.

Portabilidade

Por fim, cabe mencionar que o Conselho Curador do FGTS permite a portabilidade de empréstimos com o valor adquirido com o fundo. Neste caso, é possível que o trabalhador passe o seu financiamento de uma instituição financeira para outra com intuito de encontrar as condições com as menores taxas de juros.

 

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.