Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

O que é repasse de franquia?

Aprenda tudo sobre repasse de franquia e veja se você deve entrar nesse ramo

O repasse de franquia ocorre quando o franqueado decide vender a unidade franqueada ainda em funcionamento. Será que vale a pena? É essa a pergunta que pretendemos responder com este artigo.

Repasse de franquia vale a pena -- Reprodução Canva
Repasse de franquia vale a pena — Reprodução Canva

O que é o repasse de franquia e porque ele acontece?

Repasse de franquia é a venda de uma franquia em funcionamento. Para que o repasse ocorra, é preciso que a franqueadora aceite e aprove a negociação, pois há um contrato que precisa ser respeitado.

Nem sempre o repasse de uma franquia ocorre e o motivo pode ser porque ela está entrando em colapso, ou não gera os rendimentos esperados. Entre os principais motivos de ocorrer o repasse de franquias, tem-se:

  • Mudança de cidade, estado ou país, por parte do franqueado;
  • Estratégia de começar um negócio do zero e vendê-lo no topo de sua performance para obter lucro;
  • Aposentadoria do franqueado;
  • Cansaço por conta da operação, ou seja, quando o empreendedor quer mudar o ramo em que atua;
  • Separação de casal;
  • Necessidade de caixa para investir em outra oportunidade.

O repasse de franquia aumentou muito no Brasil nos últimos anos, se constituindo para muitos empreendedores um negócio de sucesso.

Mas, para o franqueado, qual a melhor opção: franquia nova ou repasse?

O franqueado precisa considerar que, ele está escolhendo uma marca para empreender. Assim, isso envolve muitos fatores, entre eles: análises de desempenho da franqueadora, apoio e suporte oferecido pela franqueadora e modelo de negócio. 

No caso do repasse de franquia, o franqueado já tem tudo isso à disposição, mas precisa passar pela seleção da franqueadora, apesar de não ser necessário passar por todas as fases de implantação de uma franquia. Porém, as franqueadoras definem quais as regras e condições para que o repasse aconteça.

A partir do aceite da franqueadora, as relações se estabelecem como se fosse iniciar do zero e, assim, passa a ser idêntica aos outros franqueados. Em algumas situações, a franqueadora pode exigir do novo franqueado o pagamento de taxas, investimento de franquia, royalties e propaganda.

No caso de uma franquia nova, o franqueado tem todos os gastos com o espaço físico, reforma, manutenção, contratação de colaboradores, entre outras situações que são bem estressantes.

Se houver o repasse, cabe ao futuro franqueado analisar e assinar a COF (Circular de Oferta de Franquia). Ao franqueado que está fazendo o repasse da franquia, cabe analisar e assinar o distrato, ou seja, desfazer a COF e assumir quaisquer dívidas até o momento do repasse da franquia.

Quais são as vantagens de adquirir uma franquia de repasse?

A primeira vantagem, é o início das atividades de imediato, uma vez que a franquia está pronta para começar os trabalhos.

Além disso, também há a redução dos gastos, pois, para vender, é preciso reduzir os custos com aquisição de equipamentos e adaptações no ponto físico.

A terceira vantagem, é que os clientes já conhecem a unidade e a qualidade dos produtos e/ou serviços oferecidos. Devendo ter, inclusive, um público fiel. Assim, é preciso fortalecer as relações com os clientes antigos e prospectar novos.

Quais os cuidados necessários para adquirir um repasse de franquia?

Para adquirir um repasse de franquia, o primeiro cuidado é o de ordem pessoal, como: se identificar com a marca, ser aceito pela franqueadora, acreditar nos produtos e serviços comercializados, além de conversar com outros franqueados para tirar dúvidas.

O segundo cuidado que é preciso ter, é realizar um estudo de mercado e produzir um plano de negócios, para entender a viabilidade do empreendimento. Esses estudos possibilitam prever as possíveis dificuldades e desafios e, assim, atuar sobre elas, quando ocorrerem. 

O terceiro cuidado é verificar até onde a sua disponibilidade financeira alcança. Assim, coloque tudo em uma planilha para ver se o investimento é viável.

O quarto cuidado envolve fazer uma investigação da empresa para saber se é um bom negócio. Neste ponto, verifique: as contas estão em dia? Como é a relação do antigo franqueado com os fornecedores? Existem dívidas a serem pagas?

Sendo assim, são várias as vantagens de se adquirir uma franquia de repasse, mas é preciso tomar alguns cuidados para não cair em armadilhas e levar prejuízos logo de início.

Viu só como pode ser bem interessante começar com uma franquia que foi repassada? Existem muitas formas de fazer dar certo e, de repente, essa pode ser a oportunidade de ouro que você vinha esperando!

Sendo assim, pesquise antes de adquirir uma franquia de repasse e, se não houver nenhum problema, aproveite o momento e adquira a sua!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.