Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Prova de vida volta a ser obrigatória neste ano

Para quem ainda não realizou a prova de vida do INSS, a partir do mês de fevereiro poderá ter a dura notícia da suspensão do seu benefício, seja aposentadoria ou pensão por morte, por exemplo.

Após três anos de suspensão, a prova de vida volta a ser obrigatória neste ano. Ela foi suspensa entre março de 2020 e maio de 2021, por conta do agravamento da pandemia de Covid-19.

O procedimento foi apenas totalmente retomado em julho de 2021, porém acabou sendo suspenso novamente no mês de outubro, por conta de que o Congresso derrubou o veto do Presidente Jair Bolsonaro que retirava ao longo de 2021 a obrigatoriedade de realizar a prova de vida.

Mais de 3 milhões de segurados do INSS vão precisar fazer a prova de vida

De acordo com os dados do INSS, ao menos 3,3 milhões de segurados vão precisar fazer entre janeiro e abril a prova de vida referente ao último ano. Caso eles não o façam, os pagamentos de aposentadoria e pensão vão começar a ser suspensos a partir de fevereiro. 

Foi definido um calendário para se evitar aglomerações nas agências bancárias, sendo que o órgão estabeleceu um cronograma que é baseado no mês de nascimento. Para quem teve a prova de vida vencida do mês de novembro de 2020 a junho de 2021, terá apenas o mês de janeiro para regularizar a sua situação, portanto é bom se agilizar.

Para quem teve a prova de vida do INSS vencida entre os meses de julho e agosto de 2021, terá até o mês de fevereiro para regularizar a sua situação. Aos que tiveram a prova de vida vencida até outubro de 2021, vão ter até o mês de março para a regularização e termina no mês de abril os que tiveram a prova de vida vencida até dezembro de 2021.

Como fazer o procedimento?

A prova de vida do INSS deverá ser feita no banco responsável pelo pagamento do seu benefício. Este procedimento também poderá ser feito nos caixas eletrônicos com o uso da biometria, ou mesmo nas agências bancárias.

Algumas instituições financeiras facilitam o serviço habilitando a ferramenta através de seu Internet Banking, ou mesmo no aplicativo do banco. Para os segurados que possuem biometria facial cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral, já é possível realizar a prova de vida através da via eletrônica.

Etapas e reativação

Para quem não realizar a etapa de cadastramento, isso não vai implicar no cancelamento imediato do benefício previdenciário. Para quem teve o benefício suspenso no próximo mês, poderá entrar com um pedido de atualização dos dados depois, para que o benefício não seja totalmente cancelado.

Para aqueles que tiverem os seus benefícios bloqueados ou suspensos, basta ligar para a Central 135 que é um canal disponível para atender os segurados do INSS, sendo que para entrar em contato com um dos atendentes é obrigatório que apenas o beneficiário esteja em linha e informe o seu documento de identificação.

 

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.