Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Professores veem próximo ano letivo de forma positiva, apesar da preocupação com aprendizagem

O Instituto Península divulgou a quarta etapa da pesquisa intitulada Sentimentos e Percepção dos Professores Brasileiros nos Diferentes Estágios do Coronavírus no Brasil. De acordo com os resultados, apesar de preocupados com a aprendizagem, a maioria dos docentes vê o próximo ano letivo de forma positiva.

Desse modo, 61% dos professores respondentes se sentem motivados para o ano letivo de 2021. Apesar de haver certo otimismo, há questões que preocupam os docentes. Nesse sentido, 60% dos docentes afirmam que os alunos não estão evoluindo bem no aprendizado. Outros 91% creem que pode haver um aumento da desigualdade educacional entre os alunos mais pobres.

A aprendizagem é um dos principais pontos que preocupam os docentes. Assim, dentre os 62% dos professores que avaliaram os alunos no período por meio de atividades, apenas 26% afirmaram que os alunos aprenderam o que era esperado para o ano letivo.

Além disso, os professores admitem que, quanto maior o tempo de suspensão das aulas presenciais, maior será a desigualdade entre os alunos mais pobres e aqueles que têm boas condições para acompanhar o ensino remoto, por meio da internet. No entanto, mesmo cientes disso, a maioria dos docentes, cerca de 65%, ainda não se sente segura para retornar às salas de aula. Apesar da insegurança, pensando no atual contexto de pandemia, 44% dos docentes enxergam o modelo híbrido de ensino, com aulas presenciais e com aulas on-line, como o futuro da educação.

As informações são do Instituto Península.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia 5 livros para conhecer a trajetória de Clarice Lispector e suas obras.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.