Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Professor estressado e esgotado: O que fazer para lidar com isso?

Saiba quais ações podem minimizar os impactos do estresse do professor.

Um professor estressado tende, aos poucos, a enxergar o seu trabalho como algo negativo e que apenas traz prejuízos emocionais. Pudera, como manter a motivação diante de um dia a dia tão desgastante, não é mesmo?

Pensando nisso, criamos este conteúdo com o intuito de ajudar você, professor, a lidar com a carga de trabalho e com as emoções que a cercam. Esperamos ajudar de alguma forma, mesmo que minimamente. Acompanhe para saber mais!

Como o professor estressado pode lidar com a sua questão de saúde mental?

Existem diversas ações que podem ser postas em prática pelo professor estressado e esgotado. Primeiro, é importante ele compreender o seu próprio grau de estresse, além de ficar atento aos gatilhos emocionais por trás deles. Segundo, é necessário reconhecer a necessidade de ajuda, quando assim for, a fim de buscar o suporte profissional sempre que necessário.

Lembre-se ainda de que cada caso é um caso e, se tratando de saúde mental, não podemos simplesmente apontar uma receita pronta de como você pode “acabar” com o estresse. É tudo uma questão de autoconhecimento e descobertas pessoais.

As dicas abaixo, portanto, são um meio pelo qual você poderá seguir para começar a lidar com a sua posição de “professor estressado”. Vamos lá?

1- Aceite os limites e respeite-os

Aceite os seus limites. Mas, para isso, saiba reconhecê-los.

Conhecer os nossos limites pode ser difícil, afinal, infelizmente vivemos uma sociedade onde as pessoas tentam, o tempo todo, demonstrar que não têm limites e que são invencíveis. Só que essa ideia é, simplesmente, uma mentira.

Todas as pessoas têm limites e devem respeitá-los, apenas superando-os de uma forma saudável, gradativa e coerente com a sua realidade. Portanto, comece analisando aonde você pode chegar em determinadas situações.

2- Busque suporte com os colegas e coordenação

Não tente resolver tudo sozinho. Procure, dessa forma, buscar suporte na coordenação e nos seus colegas de trabalho. Em conjunto, o professor estressado poderá compartilhar as suas angústias e assim ter novos insights sobre quais caminhos seguir, diminuindo o estresse.

3- Invista em novas habilidades que ajudem a lidar com as adversidades

Investir em formações continuadas, cursos e palestras que ajudem a lidar com as adversidades também é uma boa pedida. Pense sobre isso.

4- Viva os seus momentos de lazer e descanso

Jamais deixe de lado os seus momentos de descanso e lazer apenas para trabalhar, trabalhar e trabalhar. Mesmo que você ame o seu trabalho, em algum momento a conta pela sobrecarga há de chegar. Cuidado com isso e, da mesma forma, cuidado com o excesso de trabalho!

5- Cuide da sua saúde mental e cultive hábitos saudáveis

Cuide da sua saúde mental de uma forma geral, cultivando hábitos saudáveis e que lhe fazem feliz. Da mesma maneira, invista em autoconhecimento e psicoterapia na hora de cuidar da sua mente de uma forma muito mais assertiva e interessante. Assim, você poderá deixar o posto de “professor estressado”. Cuide de você e respeite-se!

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.