Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Preço da gasolina chega a R$ 7,27 em seu valor médio no Brasil

O preço da gasolina comum subiu pela segunda semana seguida e atingiu o valor médio no país de R$7,270 o litro. Este é o valor mais alto já registrado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O recorde anterior foi verificado na semana de 13 a 19 de março, quando o combustível estava sendo vendido a R$ 7,267, a primeira vez acima de R$ 7.

De acordo com dados do Sistema de Levantamento de Preços (SLP) da ANP indicam que, na semana entre 17 e 23 de abril, ao analisar por região, o menor preço encontrado foi no Sul, com R$ 7,109, e maior no Centro-Oeste, com R$ 7,440. O maior preço da gasolina encontrado foi R$ 8,559 e o menor, R$ 6,190. A pesquisa envolveu 5.235 postos de abastecimento.

Um dos principais motivos para esse preço é a onda de alta da inflação. De acordo com o divulgado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial acumulada em 12 meses registrou, em março deste ano, taxa de 11,3%. Essa é a maior variação do IPCA desde outubro de 2003, quando havia ficado em 13,98%.

Detalhes do IPCA

A inflação atual está bem acima do estabelecido pelo Banco Central, que varia entre 2% e 5% para 2022. Grupos de despesa importantes para a composição do índice como alimentação, transportes e habitação registram altas de preços acima da média da inflação oficial.

Com isso, o grupo dos transportes acumulam alta nos preços de 17,37% em 12 meses, puxados pelos combustíveis (27,89%). A respeito dos combustíveis, nós temos que o preço da gasolina subiu 27,48%, do óleo diesel, 46,47%, enquanto o etanol subiu 24,59%. Também se destacam o transporte por aplicativo (42,74%) e o seguro voluntário de veículos (16,43%).

Além disso, os gastos com habitação tiveram aumento de 15%, com variações de preços de 28,52% para energia elétrica residencial e de 29,80% para os combustíveis domésticos, o que inclui o gás usado para cozinhar. Os itens monitorados, isto é, aqueles que têm preço regulado por autoridades governamentais, acumulam alta de 14,84% no ano.

Preço da gasolina

Na semana anterior ao dia 17 de abril, o preço médio do litro da gasolina no país estava em R$ 7,219 e, na semana de 3 a 9 de abril, em R$ 7,192. O aumento verificado da segunda para a terceira semana de abril foi de 0,7%. Enquanto na semana anterior, o crescimento havia sido de 0,37%.

Deve-se lembrar que, a primeira vez que o litro da gasolina comum passou de R$ 5 foi em março do ano passado, quando os postos do país cobraram, em média R$ 5,484 pelo litro do combustível. Em setembro do ano passado, o valor atingiu R$ 6,078.

A política de Preço de Paridade Internacional (PPI) da Petrobras foi adotada em outubro de 2016, fazendo com que o preço dos derivados de petróleo no país fossem calculados com base nas variações no mercado internacional. Deste modo o preço da gasolina e de outros combustíveis, começaram a ser fortemente influenciados pelas mudanças no preço do dólar e do barril de petróleo e sujeito a reajustes mais frequentes, que chegaram a ser diários.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.