Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Plano de ação no trabalho: Passos para se manter motivado

Estabelecer um bom plano de ação no trabalho é indispensável para manter o fluxo de serviços bem alinhado e, consequentemente, garantir o seu bem-estar, a sua motivação e até mesmo a sua satisfação.

Pensando nisso, trouxemos diversas considerações, postas em um passo a passo completo, para que você inicie um planejamento eficiente e assim melhore o seu fluxo de trabalho. Veja abaixo!

Passo a passo para montar um bom plano de ação no trabalho

O passo a passo abaixo visa lhe auxiliar na montagem do seu plano de ação no trabalho. Para isso, pegue lápis e papel e comece a anotar as considerações que trouxemos para você. Assim você certamente fará um planejamento estruturado e muito motivador. Vamos lá?

1- Defina os seus objetivos de forma clara

A primeira coisa que você deverá pôr no papel é a relação completa dos seus objetivos. Saiba claramente o que deve ser feito ao longo do mês, da semana e até mesmo do seu dia. Reconhecer as suas aptidões e saber quais tarefas são suas é indispensável para saber agir com coerência e precisão.

2- Trace um caminho com metas mensuráveis

Com todas as tarefas em mão, comece a traçar um caminho qualificado, estabelecendo metas mensuráveis para cada uma das atividades ali expostas.

Você pode estipular horários para concluir tarefas diárias, ou dias da semana para tarefas mais longas. Lembre-se de alinhar as suas metas de acordo com a sua capacidade de conclusão, ok? Afinal, não adianta fazer um plano de ação no trabalho que priorize a entrega semanal de um relatório se você sabe que só consegue concluir algo de qualidade a cada 15 dias.

3- Delegue as tarefas que podem “atrapalhar” o caminho

Você fez um plano de ação no trabalho que apresentou diversas tarefas que, no acumulado, podem acabar atrapalhando seu desempenho e o seu desenvolvimento? Então é chegada a hora de delegar algumas dessas atividades!

Passe-as para pessoas mais qualificadas e fuja do gargalo de atividades. Afinal, o excesso de tarefas “pequenas” pode fazer com que o seu tempo fique muito apertado e você não consiga concluir as atividades maiores com coesão.

4- Estruture planos para possíveis imprevistos

Apesar de você ter um bom plano de ação em mãos, lembre-se que o trabalho é algo humano e, como tal, pode promover alguns imprevistos e contratempos.

Com isso em mente, faça uma análise racional da sua rotina e das suas obrigações, sempre ponderando sobre quais imprevistos podem aparecer ao longo do caminho. Assim você conseguirá estruturar planos para possíveis contratempos.

Quer um exemplo? Vamos supor que você tem um relatório para entregar até o dia 15 do próximo mês. Trata-se de algo longo e que precisa ser bem estruturado, explanando dados recentes do mercado. Porém, em um dado momento a energia cai na sua empresa e você fica sem internet por duas horas… Se você tiver baixado alguns PDFs de referência no seu notebook, poderá seguir com a produção do relatório sem problema algum.

5- Revisite o seu plano de ação no trabalho sempre que necessário

Por fim, lembre-se de sempre revisitar o seu plano de ação no trabalho, a fim de aprimorar algumas metas e acessar métricas que mensurem os seus resultados. Esse acompanhamento contínuo irá desencadear uma estruturação cada vez melhor do seu trabalho, trazendo assim mais motivação, bem-estar e satisfação.

Bom trabalho!

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.