Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Planejar demais atrapalha a execução – Entenda o motivo

Você sabia que planejar demais atrapalha a execução e faz com que, muitas vezes, você deixe importantes oportunidades passarem despercebidas? Pois é! Isso se deve ao fato que você pode acabar perdendo tempo planejando excessivamente, enquanto já poderia estar executando o seu trabalho e assim colhendo os resultados.

No decorrer deste conteúdo, apresentamos alguns pontos que fazem com que o planejamento excessivo atrapalhe a sua rotina, além de lhe dar algumas dicas de como fugir desse “plano sem fim”. Acompanhe e saiba mais.

Entenda por que planejar demais atrapalha a execução

Planejar é muito importante. A partir do planejamento conseguimos ter uma visão ampla dos possíveis caminhos que serão seguidos, além de compreendermos quais ações deverão ser postas em prática ao longo do nosso crescimento. Porém, quando esse planejamento se torna “infinito” e a execução demora a aparecer, é hora de repensar as suas atitudes.

Isso porque ficar “planejando demais” pode, inclusive, ser uma resistência sua, ou seja, um “medo” de tomar a atitude de começar algo, de fato. Afinal, deixar um plano difícil no papel é mais simples do que executá-lo, concorda?

Portanto, entenda por que planejar demais atrapalha a execução e veja, seguidamente, como “fugir” desse problema:

O seu tempo pode estar sendo desperdiçado

A atitude de planejar demais atrapalha a execução a partir do momento em que você pode estar perdendo tempo. E sabemos o quanto o tempo é valioso nos dias atuais, não é? Por isso, pare e analise as suas execuções de projetos: quantos poderiam ter sido começados antes e, por simplesmente planejar demais, você perdeu o timing de começar?

Você demora demais para “errar” e aprender com um erro

Sabia que planejar demais atrapalha a execução e faz com que você demore mais tempo para errar? E não, isso não é positivo. Insistir em um planejamento e, só depois de um longo período, errar, faz com que todo aquele tempo dedicado ao perfeccionismo do plano se torne um grande desperdício de tempo.

Pois pare e pense: se você quer tentar um novo projeto, será que vale a pena planejá-lo por anos a fio, enquanto poderia começar a executar em 10 meses e assim a mensurar as chances de sucesso e insucesso?

Você não sente a sensação de dever cumprido

Além de que planejar demais atrapalha a execução, você também não sente aquela sensação de dever cumprido. Afinal, como nada sai do papel em um tempo hábil, é bem provável que você sinta frustração no trabalho. Portanto, cuidado com o tempo dedicado ao planejamento e à procrastinação da execução, hein?

Como sair do planejamento excessivo?

Agora que você já sabe que planejar demais atrapalha a execução, veja algumas dicas para fugir desse “loop”:

  • Estabeleça prazos bem precisos: Saiba quais são os seus prazos. Jamais crie um plano sem estabelecer o limite de tempo para a entrega.
  • Crie uma data limite para começar a executar: Assim como o prazo de entrega deve existir, o de execução também deve ser levado em conta. Dessa forma você consegue pôr um gatilho de compromisso consigo mesmo para começar a agir.
  • Não crie planos tão engessados: Não crie planos milimetricamente engessados. Deixe-os mais dinâmicos e humanizados. Isso fará com que você tenha uma maior liberdade de pensar e agir durante a execução, melhorando a sua atuação.
  • Fuja do perfeccionismo: Jamais tente ter o plano perfeito. Isso não existe! Portanto, comece a agir mesmo quando algo ainda parece um pouquinho desalinhado. Acredite, esse desalinhamento poderá ser sanado à medida em que o projeto evolui.

Apenas comece!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.