Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Planejamento financeiro pessoal e a auto-observação

O planejamento financeiro pessoal requer auto-observação para mudanças de hábitos em longo prazo. Veja dicas relevantes!

O planejamento financeiro pessoal requer uma análise dinâmica

O planejamento financeiro pessoal requer uma análise dinâmica sobre a sua rotina, bem como, uma verificação sobre quais mudanças podem ser possíveis dentro dos seus hábitos.

 Mudar pode ser difícil, mas continuar no mesmo lugar pode sair muito mais caro. Por isso, é muito importante que você verifique a possibilidade de mudar alguns hábitos para gerar economia através de um planejamento financeiro pessoal.

Faça um mapeamento da sua situação financeira

 Primeiramente, faça um mapeamento da sua situação financeira. Esse mapeamento pode ser feito através de uma análise sobre seus custos fixos e variáveis, visto que você pode modificar algo em seu custo variável para que gere economia, ainda que sejam valores baixos para que você modifique hábitos que são fundamentais a longo prazo.

 Faça trocas inteligentes

 Uma das maneiras mais fáceis de realizar um planejamento financeiro pessoal é através de pequenas trocas na sua rotina. Por exemplo, você pode trocar um cartão de crédito tarifado por um cartão de crédito sem anuidade.

Além disso, você pode viabilizar o mesmo tipo de troca no que diz respeito a sua conta bancária tarifada, já que as fintechs oferecem produtos bancários de qualidade com isenção total de tarifas.

Sendo assim, você economiza valores que parecem irrisórios, porém, se você considerar um período maior como o prazo de um ano. Por exemplo, pode ser bastante significativa para a sua economia doméstica. Sendo assim, direcione valores economizados para sua poupança.

 Veja a poupança como um hábito

Você deve viabilizar uma poupança dentro do seu planejamento financeiro. Dessa forma, você precisa enxergá-la como um hábito ou seja, o hábito de guardar dinheiro deve ser natural.

Sendo assim, direcione valores economizados na sua rotina, bem como, direcione valores de compras que você desistiu de fazer. Pois, ao alimentar esse hábito, você criará um novo modelo mental para si mesmo e com o passar do tempo, poderá ficar muito mais fácil viabilizar a sua economia pessoal.

Nenhum processo é linear 

Por isso, é importante que você tenha paciência com seu próprio processo e entenda que você pode ter algumas recaídas, pois nenhum processo é linear.

É importante que você alimente o hábito de guardar dinheiro e o hábito de questionar seu consumo. Certamente são pequenas mudanças que farão a diferença no seu futuro em longo prazo.

Por isso, o planejamento financeiro pessoal pode ajudar em outras áreas da sua vida, já que também faz parte de sua auto-observação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.