Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Planejamento financeiro pessoal: dicas para direcionar suas metas

Direcione suas metas através de um planejamento financeiro pessoal assertivo. Veja dicas relevantes e alcance seus objetivos!

Dicas para o seu planejamento financeiro 

O planejamento financeiro pessoal pode ser um desafio, principalmente se você nunca realizou nenhum tipo de controle. No entanto, é possível iniciar o seu planejamento financeiro para que você alcance resultados positivos através de mudanças habituais que permitam que você viabilize uma poupança de forma orgânica. Veja algumas dicas:

Separe seus gastos variáveis de seus gastos fixos

 Primeiramente, você deve separar os seus gastos variáveis de seus gastos fixos. Sendo assim, você poderá ter maior clareza sobre quais são os seus hábitos que podem ser modificados dentro da sua rotina.

De forma sucinta, os seus gastos fixos são os gastos referentes à sua sobrevivência. Sendo assim, não são muitas as possibilidades de economizar dentro dos gastos fixos, porém, pode ser que faça algum ajuste na sua economia doméstica. No entanto, os seus gastos variáveis dizem respeito aos seus hábitos, e esses sim são mais flexíveis.

Geralmente, são gastos fixos as suas contas de consumo (água, energia elétrica, aluguel, supermercado, internet, telefone etc). Assim sendo, são gastos variáveis todos os demais. 

Faça trocas viáveis financeiramente

Por exemplo, você pode trocar um cartão de crédito tarifado por um cartão de crédito sem anuidade, bem como, você pode realizar o mesmo tipo de troca sobre a sua conta corrente.

Atualmente as fintechs oferecem serviços bancários de qualidade com isenção de tarifas. Sendo assim, você pode direcionar os valores economizados para a sua poupança.

Da mesma forma, você pode realizar outras trocas, como cancelar uma TV a cabo e assinar um serviço de streaming, por exemplo. Por conseguinte, ainda que você acredite que esses valores são baixos, direcione-os para a poupança.

Faça da poupança um hábito

No início de um planejamento financeiro pessoal é comum que você não consiga direcionar valores fixos e elevados para a poupança. No entanto, esse é exatamente o motivo pelo qual as pessoas não costumam poupar. Por isso, é fundamental que alimente o hábito de poupar. 

Sendo assim, para quebrar esse ciclo negativo para suas finanças, veja a poupança como um hábito. Dessa forma, selecione os valores economizados dentro da sua rotina para a sua poupança.

Foque na sua relação com suas finanças em longo prazo

Certamente, direcionar valores para a sua poupança irá alimentar o hábito de poupar, o que fará grande diferença na sua relação com o dinheiro em longo prazo.

Por isso, sempre que resistir a uma oportunidade de compra, direcione o valor que seria gasto para a poupança. Certamente estará criando um caminho para que poupar seja algo natural dentro da sua rotina. Assim sendo, refaça periodicamente seu planejamento financeiro pessoal para direcionar suas metas. 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.