Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

2.4/5 - (5 votes)

PIX Saque e PIX Troco: Modalidades já podem ser utilizadas em estabelecimentos comerciais

O Banco Central (BC) permite que essa ação seja realizada por meio do PIX Saque e do PIX Troco, nos quais possuem limite de R$ 500 em espécie para cada transação.

Usuários do PIX já podem sacar dinheiro utilizando a ferramenta de transferências instantâneas em estabelecimentos comerciais. O Banco Central (BC) permite que essa ação seja realizada por meio do PIX Saque e do PIX Troco, nos quais possuem limite de R$ 500 em espécie para cada transação.

Veja também: PIX 2022: Conheça as novas funções que serão disponibilizadas

Funcionamento de cada modalidade

Vale ressaltar que a adesão de qualquer um dos sistemas é optativa. Sendo assim, o comercio poderá decidir que deseja ou não oferecer os serviços. Confira como cada um funciona a seguir:

  • PIX Saque: o cliente fará transferência por meio de QR Code estático ou dinâmico e o funcionário entregará o mesmo valor em dinheiro;
  • PIX Troco: o cliente deverá fazer uma comprar de produto ou serviço. Quando for pagar, enviará uma quantia superior ao preço do item ou serviço, utilizando QR Code dinâmico. Desta forma o atendente entregará, em espécie, o valor da diferença, sendo este o troco.

Importante frisar que quando um cidadão for realizar um saque pelo PIX, o estabelecimento não poderá cobrar qualquer taxa procedimental. Além disso, o limite da transação de resgate é de até R$ 500 no período diurno e R$ 100 no período noturno.

Todavia, uma vez definida a margem do valor que pode ser sacado, as lojas poderão estabelecer os seus próprios limites, definido uma quantia de até R$ 300, por exemplo.

Vantagens de sacar dinheiro pelo PIX

Todos os usuários do PIX poderão utilizar as novas ferramentas, no entanto, no que se refere a pessoa jurídica, será necessário verificar os acordos de pagamento com a instituição financeira responsável pela transação, podendo haver taxa de cobrança.

Segundo o BC, as modalidades servirão para aumentar o fluxo de clientes nas lojas que oferecerem o serviço. No mais, o estabelecimento ainda poderá receber uma taxa compensatória de R$ 0,25 a R$ 0,95 por cada transação.

2.4/5 - (5 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

3 Comentários
  1. Alexandre farias leite Diz

    Fatura de cartão

  2. Edimaria Mares Diz

    Achei ótimoamei

  3. Edimaria Mares Diz

    Achei ótimo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.