Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (2 votes)

PIX libera alteração dos limites para transações; veja como fazer

O Pix, criado no fim de 2020, é o principal instrumento de transferência de valores e de pagamentos usado no país.

Pix, criado no fim de 2020, é um sistema de pagamentos instantâneos já muito utilizado pelos brasileiros. Atualmente, o meio é um dos mais populares juntamente com o cartão de crédito. Para utilizá-lo é necessário ter uma chave, que pode ser o CPF ou CNPJ, e-mail, número do celular ou aleatória.

Atualmente, é o principal instrumento de transferência de valores e de pagamentos usado no país. Até maio deste ano, por exemplo, nada menos que 128,7 milhões de usuários já estavam cadastrados, de acordo com o Banco Central do Brasil.

Por outro lado, se for considerado o número de chaves PIX ativas, até maio, o número é maior: são nada menos que 454,5 milhões cadastrados. O número é maior porque uma mesma pessoa pode ter mais de uma chave ativa (CPF, e-mail, número de celular, por exemplo).

É importante destacar que no PIX não há um limite mínimo para pagamentos ou transferências, ou seja, uma transferência de R$0,01 pode ocorrer na plataforma. Em geral, também não há limite máximo de valores. Todavia, neste caso em específico, por critérios de segurança, os bancos que têm o PIX estabelecem limites máximos de valor para diminuir os riscos de fraude e por prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo.

Pesquisa

De acordo com pesquisa C6 Bank/Ipec, que ouviu 2 mil pessoas das classes A, B e C com acesso à internet, mais de 70% dos brasileiros sabem que é possível ajustar os limites máximos de valores transacionados por PIX. Todavia, 47% ainda não configurou novos valores para suas transferências.

“O ideal é que as pessoas ajustem os limites diário e noturno de transações com PIX para o menor valor possível, de acordo com seus gastos diários”, afirmou José Luiz Santana, head de cibersegurança do C6 Bank, em nota.

Ainda segundo dados do levantamento, um total de 36% de pessoas já definiram novos valores para suas transferências com PIX, 6% fizeram esse ajuste para apenas um dos bancos que usam e 12% responderam que não se lembram.

Passo a passo para mudança dos limites em sua conta PIX

A princípio, é importante destacar que a definição dos novos limites para pagamentos poderá ser feita diretamente no aplicativo do banco. A ação deverá ser realizada pelo próprio cliente.

De acordo com informações do Banco Central (BC), os pedidos de redução têm efeitos imediatos. Por outro lado, os pedidos de aumento somente serão aceitos após um prazo de 24 horas.

A seguir, confirma como realizar a alteração dos limites para transações com o PIX:

  • Primeiramente, faça o login no aplicativo de seu banco;
  • Clique na opção “Pix”;
  • Toque em “Meus Limites”. O app vai mostrar seu limite diário atual. Para mudar os valores, clique nas opções “Gerenciar meus limites”, “Personalizar Limites Pix” ou “Alterar meus limites”, dependendo de qual seja a instituição bancária, para definir um novo valor;
  • Por fim, confirme a operação.

Em alguns bancos, como, por exemplo, o Banco do Brasil, o aplicativo da instituição bancária vai alertar que, caso você precise aumentar o limite, uma confirmação deve ser feita no Internet Banking ou caixa eletrônico.

5/5 - (2 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.