Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

PIX é o 2º meio de pagamento mais usado

Recente pesquisa revelou que o Pix é segundo pagamento mais utilizado no Brasil nas contas pagas à vista. O sistema de pagamento instantâneo foi liberado no país a menos de um ano e já atingiu está marca, de acordo com dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). As informações são do G1.

A preferência pelo Pix, de acordo com os dados tem pelo menos dois motivos específicos, sendo o primeiro rapidez e praticidade e, na sequência, a possibilidade diante da pandemia da Covid-19 e do contato que se torna mínimo neste tipo de operação.

“O número de usuários que já fizeram ao menos uma transação por PIX está próximo de 80 milhões – vale lembrar que essa novidade ainda não completou nem um ano de operação”, apontou em nota o presidente da CNDL, José César da Costa.

A pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 30 de junho a 7 de julho, os participantes precisam ter mais de 18 anos.

Entre os tipos de pagamentos mais utilizados estão dinheiro, Pix e cartão de débito. Veja abaixo uma lista completa:

  • Dinheiro 71%
  • Pix 70,5%
  • Cartão de débito 65,9%
  • Boleto bancário 42,2%
  • TED/DOC 39,3%
  • Débito automático em conta 26,6%
  • QR Code 17,6%
  • WhatsApp 3,8%
  • Cheque 1,7%
  • Vale refeição 0,1%
  • Débito automático em cartão de crédito 0,1%

Pix lidera não lidera nas compras online

A pesquisa também revelou que nas compras em lojas físicas o Pix perde para outros meios como cartão de débito (32%), cartão de crédito (30%) e dinheiro (25%).

Ainda em compras online o cartão de crédito lidera a preferência (52%). Para contas de consumo, como água e luz, o dinheiro é o principal com 32%.

O Pix lidera então na transferência para amigos e familiares com 88% afirmando que utilizam.

Outros tipos de usos são:

  • Pagamento de serviços (40%);
  • Compras pela internet (26%);
  • Compras de alimentos (18%);
  • Restaurantes (17%);
  • Consultas médicas (12%).

O sistema de pagamento instantâneo

O Pix foi lançando em novembro de 2020, e se na época havia pessoas desconfiadas com a funcionalidade, o método de pagamento vem ganhando cada vez mais adeptos e notoriedade.

Com o Pix as transferências além de não terem qualquer custo para o usuário, podem ser realizadas nos 7 dias da semana e em qualquer horário. Com a chave Pix o dinheiro sai da conta de origem e chega na conta de destino em poucos minutos.

A tendência é que a funcionalidade diminua, principalmente entre as pessoas físicas, a utilização de transferências como TED e o DOC, com regras mais rígidas e custos a depender do pacote do cliente.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.