Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

PIS/Pasep: Veja como consultar e resgatar o abono de 2019

Trabalhadores que esqueceram de sacar o abono salarial PIS/Pasep ano-base 2019 podem ter acesso a quantia por meio de solicitação via telefone, aplicativo Carteira de Trabalho Digital, e-mail ou presencialmente.

Trabalhadores que esqueceram de sacar o abono salarial PIS/Pasep ano-base 2019 podem ter acesso a quantia por meio de solicitação via telefone, aplicativo Carteira de Trabalho Digital, e-mail ou presencialmente.

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, mais de 320 mil trabalhadores que deveriam ter realizado o saque do abono até dia 30 de junho de 2021, esqueceram cerca de R$ 208,5 milhões. Este ano, o resgate está autorizado até 29 de dezembro.

Como consultar e solicitar o PIS/Pasep

Confira as possibilidades a seguir:

Por telefone

O trabalhador pode telefonar para a Central Alô Trabalhador, no número 158, para consultar as informações e solicitar a quantia.

Por e-mail

Outra opção é pedir os valores através de uma mensagem de e-mail para o endereço eletrônico trabalho.uf@economia.gov.br, substituindo as letras “uf” pela sigla do estado onde mora o trabalhador.

Presencialmente

Os trabalhadores que têm direito ao PIS podem ir a uma agência da Caixa Econômica Federal para solicitar e consultar os valores. Já os trabalhadores com direito ao Pasep, devem se deslocar até uma agência do Banco do Brasil.

Pelo aplicativo

Por fim, também é possível fazer a consulta pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital (disponível para Android e iOS) e no Portal Gov.br. Pelos canais, além de conseguir verificar se tem direito ao abono, o trabalhador também tem acesso ao valor, data do saque e o banco que realizará o pagamento.

Como saber se tenho direito ao PIS/Pasep esquecido?

Para verificar se tem direito ao benefício, o trabalhador deve se certificar que se enquadra nos seguintes requisitos:

  • Recebeu, em média, até dois salários mínimos por mês em 2019;
  • Exerceu atividade remunerada por, pelo menos, 30 dias em 2019 com a carteira assinada;
  • Estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Tinha os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) ou eSocial.

omo solicitar os valores atrasados do PIS/Pasep?

O trabalhador pode solicitar o PIS/Pasep atrasado em uma das agências do Ministério do Trabalho e Previdência. Além desse meio, existem outras opções, como:

  • Através da central Alô Trabalhador, pelo telefone 158;
  • Por meio de uma mensagem de e-mail, pelo endereço uf@economia.gov.br, substituindo as letras ‘uf’ pela sigla do estado em que reside;
  • Pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS); ou
  • Através do Portal Gov.br.

E o abono ano-base 2021?

Com o fim dos pagamentos do abono salarial PIS/Pasep ano-base 2020, os trabalhadores que atuaram com carteira assinada em 2021 se questionam sobre quando ocorrerão os novos repasses.

Normalmente, o benefício é pago no ano seguinte ao ano em que foi apurado. Seguindo esta regra, o abono salarial de 2021 deveria ser pago em 2022, no entanto, a previsão é que seja liberado apenas em 2023.

Acontece que no ano passado o benefício referente a 2020 não foi liberado devido a transferência de recursos para viabilizar uma outra iniciativa. Assim, o pagamento foi remarcado para este ano, levando o pagamento do abono de 2021 para o próximo ano.

Veja como fazer a consulta do PIS pelo CPF

  1. Baixe o aplicativo;
  2. Abra o app e informe o seu CPF na área do login;
  3. Digite a sua senha do Gov.br;
  4. Após entrar, é só ir no canto superior da tela, onde estão os detalhes do PIS;
  5. No mesmo aplicativo está a opção de tirar dúvidas.

Vale ressaltar que será necessária uma conta no Gov.br, caso não tenha, basta se cadastrar informando o nome completo, a data de nascimento, e-mail e o número do CPF. A consulta do PIS pelo CPF também pode ser feita por meio da Central de Atendimento, pelo número 158.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.